Indústria da animação deu vida a mais um Cartoon Forum

Todos os anos, em setembro, a cidade de Toulouse, no sul de França, recebe o **Cartoon Forum,**o maior evento europeu na área da animação e, em particular, das séries de televisão.

Durante três dias, os produtores têm a oportunidade de apresentar projetos a centenas de emissoras, investidores e potenciais parceiros de 40 países.

A animação, defende Annick Maes, diretora do festival, apresenta-se hoje como um negócio maduro.

"A indústria da animação, em geral, já não é apenas cultura, é realmente uma indústria, do ponto de vista económico, muitas pessoas estão a trabalhar no setor da animação. Atualmente as pessoas não se apercebem de todo o tipo de animação que veem no seu dia a dia e muito importante realçar que a animação não é apenas para crianças".

CULT/EURONEWS
"Las Primeras" conta a história de mulheres pioneiras em várias áreas de trabalho - CULT/EURONEWS

Com um mercado de animação em plena expansão, Espanha é o convidado de honra deste ano.

De acordo com María Peña, diretora-geral da ICEX, empresa pública espanhola dedicada à promoção das companhias nacionais no estrangeiro, "Espanha conta com mais de 30 tratados internacionais de coprodução com diferentes países e aproximadamente 70% dos títulos que estão atualmente a ser produzidos em Espanha, - cerca de 50 títulos, ao longo de 2022 - são coproduções espanholas".

Objetivo final: financiamento

Cada projeto é apresentado pela equipa de filmagem. Os produtores de "Missão Mágica no México", uma coprodução entre França, Bélgica e Luxemburgo, já conseguiram vender o episódio-piloto em 17 países. Agora, o objetivo é obter financiamento para uma temporada de 10 episódios.

Todos os participantes contam com três dias inteiros para a apresentação de projetos para financiamento e se conhecerem.

Uma das propostas mais originais apresentadas durante o evento é a comédia romântica "My Superhero Husband", premiada pela Disney no Festival de Annecy, e que contraria com humor os códigos do super-herói e de género.

CULT/EURONEWS
"My Superhero Husband" desafia os preconceitos de género com humor - CULT/EURONEWS

O coprodutor Glen Beaudin define a identidade do filme pela diferença.

"Estamos sediados em Berlim, ela é austríaca, eu sou americano e eles são gregos, mas é um esforço global para representar a identidade queer na animação e, mesmo numa vertente mais empresarial, nós, tanto quanto sabemos, somos o único projeto de animação LGBTQI aqui representado", afirma.

Já de França chegou "The Tern", um projeto altamente aclamado, a rivalizar com o que de melhor se faz nos Estados Unidos e no Japão.

Desde que foi criado, em 1990, o Cartoon Forum permitiu que 922 séries encontrassem financiamento, representando um orçamento total de 3,95 mil milhões de euros.