Indústria musical registra crescimento de de 5,9% em 2016

Logo da empresa Spotify

As vendas de música em todo mundo registraram um crescimento de 5,9% em 2016, lideradas pela expansão do streaming, anunciou nesta terça-feira a Federação Internacional da Indústria Fonográfica (Ifpi) em um comunicado.

O aumento de 5,9% registrado ano passado na comparação com 2015, com um volume de negócios de 15,7 bilhões de dólares, é o mais importante desde que a Ifpi começou a publicar os números para o mercado mundial de música, em 1997.

O ritmo é consideravelmente superior ao de 2015, que foi de 3,2%, e que já havia representado uma aceleração sem precedentes desde 1998.

A dinâmica está vinculada diretamente às vendas de música on demand ou por streaming, que registraram um aumento no faturamento de 60,4% apenas em 2016 graças à crescente popularidade de plataformas como Spotify, Apple Music, Tidal ou Deezer.

O crescimento deste segmento de mercado, que se tornou dominante, foi mais uma vez confirmado após o avanço de 47,3% em 2015 e de 3,2% em 2014.

Pela primeira vez, a música on-line e os downloads representam 50% das vendas mundiais.

As vendas em formatos físicos recuaram 6,8%, com um acúmulo de queda de 77% em 15 anos.