Indicado ao STJ por Bolsonaro é próximo de Alexandre de Moraes

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Nomeado para uma vaga ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) por Jair Bolsonaro (PL) nesta segunda-feira (1), o juiz Paulo Sérgio Domingues é próximo do ministro Alexandre de Moraes (STF), desafeto do presidente.

Os dois foram contemporâneos no curso de Direito da Universidade de São Paulo e estreitaram a relação há cerca de 20 anos.

Na época, Moraes era secretário de Justiça do estado de São Paulo, cargo que ocupou entre 2002 e 2005, e Domingues, presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Federais), no biênio 2002-2004.

Além disso, Moraes é considerado padrinho da indicação de Fabrício Medeiros para uma vaga aberta de ministro substituto do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Medeiros integra a lista tríplice enviada a Bolsonaro, que ainda não tomou sua decisão.

O ministro do STF deve assumir neste mês a presidência do TSE e tem sido um dos principais alvos dos ataques de Bolsonaro ao Judiciário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos