Índice Big Mac: quanto custa o hambúrguer em alguns países e o que isso pode explicar sobre a moeda local

·3 min de leitura
McDonald’s perde exclusividade do nome Big Mac para rede de fast-food irlandesa
McDonald’s perde exclusividade do nome Big Mac para rede de fast-food irlandesa

O preço do Big Mac (também conhecido como dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles e pão com gergelim) é utilizado pela revista The Economist desde 1986 para medir o valor das moedas em todo o mundo. Esse modelo de medição é conhecido como Big Mac Index (Índice Big Mac) e aborda o poder de compra entre os países. Ainda que feito de maneira informal, serve como indicativo da Paridade do Poder de Compra (PPC), uma vez que a rede de fast food está presente em diversos países ao redor do mundo e o hambúrguer é vendido e comercializado de forma padronizada nesses locais.

O indicador coleta dados de mais de 59 países e se tornou uma referência global. Para calcular o Big Mac Index, o preço médio do famoso hambúrguer é utilizado como base a partir do seu valor em dólares nos Estados Unidos. Com essa referência, é possível analisar a taxa de câmbio, ou seja, quanto apreciada ou depreciada está a moeda de um país em relação ao dólar.

A seguir, vamos entender melhor como funciona o Poder de Compra no Índice Big Mac e comparar o valor do sanduíche em 4 países, incluindo o Brasil, os Estados Unidos que é a base e o país onde o valor do hambúrguer é atualmente o mais alto e o mais baixo.

  1. Teoria da Paridade do Poder de Compra (PPC)

  2. Preço do Big Mac nos Estados Unidos

  3. Preço do Big Mac no Brasil

  4. Preço do Big Mac na Venezuela

  5. Preço do Big Mac no Líbano

Teoria da Paridade do Poder de Compra (PPC)

Para compreender como funciona o Big Mac Index, é preciso também compreender a Teoria da Paridade de Poder de Compra. A base teórica da PPC propõe analisar as diferenças de poder de compra das pessoas em determinadas regiões e países. Essa paridade só é possível de ser avaliada a partir de uma “cesta” de bens e serviços comparáveis, como é o caso do Big Mac. Esse referencial permite entender os padrões de vida e produtividade em diferentes países.

Preço do Big Mac nos Estados Unidos

O preço do hambúrguer nos Estados Unidos na data de realização do último Big Mac Index era de US$ 5,65 e será esse o valor usado como base para o preço em outros países. O levantamento acontece de forma semestral e o último foi realizado em julho deste ano.

Preço do Big Mac no Brasil

De acordo com o último Big Mac Index da revista The Economist, o valor do Big Mac no Brasil estava R$ 22,90, levando em consideração a taxa de câmbio a R$ 5,25 para cada dólar. Isso aponta para uma subvalorização de 22,8% do real em relação à moeda americana.

Se levarmos em consideração o câmbio atual, o valor passa para R$ 31,24.

Preço do Big Mac na Venezuela

A Venezuela é o país com o Big Mac mais caro do mundo. Por lá, o sanduíche custa US$ 8,35 (R$ 46,17 na cotação atual), o que coloca o país no topo quanto à subvalorização da sua moeda em relação ao dólar, ficando 47% a frente de países como Suíça e Noruega, locais em que o hambúrguer também custa caro.

Preço do Big Mac no Líbano

Já no Líbano o preço do Big Mac é o mais barato do mundo. O valor do sanduíche no país custa US$ 1,68 (R$ 9,29). O que pode ser um valor que alegra os turistas, para os padrões locais, não é um custo baixo. Esse valor significa, inclusive, uma subvalorização da libra libanesa em 70,2% em relação ao dólar. Isso se deve a crise econômica gerada pela pandemia e a desvalorização da moeda local, que teve como consequência o aumento de preço de alimentos básicos como arroz e farinha.

Com informações do Portal G1 e InfoMoney.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos