Infeções pelo vírus da varíola dos macacos estão a aumentar

Infeções pelo vírus da varíola dos macacos estão a aumentar

As infeções pelo vírus Monkeypox, a varíola dos macacos, estão a aumentar e a comunidade científica está a acompanhar a evolução de perto. Existem pelo menos 80 infecções confirmadas em todo o mundo e, aproximadamente, 50 casos suspeitos. A OMS relatou os primeiros casos de varíola dos macacos em mais de uma dezena de países ocidentais, classificando estes surtos como atípicos.

Adianta que o vírus da varíola dos macacos é considerado como tendo uma transmissibilidade moderada entre os humanos. Acrescentando que a probabilidade de propagação do vírus é mais elevada através do contacto próximo como, por exemplo, através de relações sexuais.

As pessoas infetadas com o vírus recebem, normalmente, uma das várias vacinas contra a varíola, que demonstraram ser eficazes contra a varíola dos macacos. Também estão a ser desenvolvidos medicamentos antivirais. A SIGA Technologies já está a desenvolver um.

O diretor científico da farmacêutica SIGA Technologies, Dennis Hruby, disse tratar-se de um "medicamento desenvolvido com o apoio do Governo dos EUA, para ser armazenado e utilizado contra a varíola, se se espalhar ou for usada como arma biológica." Explicou ainda que "o medicamento funciona contra toda uma família de vírus: a varíola, a varíola bovina e a varíola dos macacos. E que foi aprovado para o tratamento da varíola nos EUA com o nome TPOXX e aprovado também pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), para o tratamento de todos os Orthopoxvirus - que inclui a varíola dos macacos." Dennis Hruby disse ainda estar muito otimista quanto à eficácia do medicamento.

A Organização Mundial da Saúde sublinhou que está a expandir a vigilância da doença em estreita cooperação com os países afetados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos