A inflação de cada um: com índice perto de 10% no país, veja quanto subiu a sua cesta de compras em um ano

·1 minuto de leitura

A inflação se aproxima de 10% e com a alta de preços mais concentrada em alimentos e itens que têm muito peso no orçamento doméstico dos brasileiros, como gasolina, botijão de gás e energia elétrica.

O IBGE divulgou na quinta-feira que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) já subiu 9,68% em 12 meses, até agosto. É a média nacional. Mas e quanto é a inflação de cada um?

Para tentar mensurar o impacto da alta de preços na cesta de compras de cada orçamento familiar, o jornal O Globo criou uma calculadora capaz de um diagnóstico personalizado para o período de um ano.

A ferramenta digital permite escolher numa lista de alimentos acompanhados pelo Dieese na pesquisa da cesta básica o que mais frequenta o seu carrinho no supermercado, além de incluir no grupo de despesas gasolina, conta de luz e gás.

Basta escolher os itens, fazer sua cesta, para saber quanto seus gastos básicos subiram em um ano. A calculadora também permite que você faça escolhas e retire da cesta o que precisará cortar para manter o mesmo de um ano atrás.

Em agosto do ano passado, a cesta completa custava exatamente o salário mínimo da época: R$ 1.045. Em agosto deste ano, esse carrinho de compras já está valendo R$ 1.357, uma alta de 29,9% no período.

Faça as suas contas no infografico e veja quanto sua despesa básica subiu em um ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos