Inflação pode ser determinante na tentativa de reeleição de Bolsonaro, diz especialista

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro sabe que cesta básica cara é derrota nas urnas e faz apelo a empresários. Analistas avaliam que o cenário econômico hoje pesa contra a reeleição e que o programa Auxílio Brasil não garantiu o apoio dos eleitores.

Raquel Miúra, correspondente da RFI em Brasíilia.

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro faz marketing lá fora de um país celeiro do mundo e que preserva a Amazônia, a situação interna é bem diferente e com várias frentes de pressão. A principal delas vem da área econômica e, em particular, da inflação. Não à toa, o governo comemorou muito o recuo dos preços em maio, em parte pelo fim da tarifa extra da energia elétrica. O acumulado dos últimos doze meses, no entanto, é bem alto, batendo 11,73%.

"Deve cair um pouco mais, mas a taxa está muito elevada e atinge, especialmente, os mais pobres. E o tema da inflação é um peso político muito relevante no Brasil. Isso pode determinar se o presidente vai ou não conseguir se reeleger”, afirmou à RFI o economista André Perfeito, da Necton Investimento. “A gente sabe que o governo Bolsonaro está tentando resolver isso o quanto antes, mas não há solução simples. E o Banco Central vai continuar elevando os juros para dar conta dessa dinâmica inflacionária perversa", completa.

Insegurança

A cientista política Carolina de Paula, do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) também destaca o peso da inflação no voto do brasileiro e diz que a tentativa do governo Bolsonaro em conquistar apoio dos que têm renda mais baixa não surtiu efeito.

População sofre com alta de preços


Leia mais

Leia também:
Decisões dos EUA vão levar a mais inflação no Brasil, mas governo permanece indiferente
Biden quer abordar eleições e mudanças climáticas em reunião bilateral com Bolsonaro
Sem Bolsonaro, chefes de Estado se reúnem em abertura oficial da Cúpula das Américas

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos