Influencer denuncia Anitta por xenofobia: "Lei tem que ser cumprida"

Anitta (Foto: Getty Images)
Anitta (Foto: Getty Images)

Outro dia, outra polêmica na conta de Anitta. Desta vez, a cantora é acusada de xenofobia pelo influencer Vinicius Souza de Menezes Santos (conhecido como Vini Singer), que expôs o caso nas redes sociais e apresentou uma queixa-crime contra ela em uma delegacia localizada no Morumbi, em São Paulo.

Segundo ele, no último dia 19, a artista o mandou "voltar para a Bahia" ao responder de forma agressiva uma mensagem na qual Vini criticava o comprimento de uma saia usada por Anitta.

“Amor, quer vir falar que minha roupa está curta? [...] Que novela você fez? Cantor? Não conheço nenhuma música sua. Nunca ouvi falar [de você]. [...] Volta para a Bahia, seu baiano, que você sai ganhando em vez de importunar a vida dos outros. Quando você for reconhecido no internacional, a gente troca um papo, ok?”, teria escrito a poderosa.

Além de postar um vídeo no Instagram, o influencer se pronunciou pelo Twitter. “Essa situação me machucou muito. Acho que a lei tem que ser cumprida. Todos nós somos humanos e temos sentimentos. Estou muito triste”, escreveu.