Influenciador Arnon do Grau é preso por suspeita de participação em homicídio em BH

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - O influenciador digital Arnon Henrique Paulúcio, 29, conhecido como Arnon do Grau, foi preso nesta segunda (7) por suspeita de envolvimento no assassinato de um homem de 20 anos, em 2018, durante briga de gangues que disputavam pontos de tráfico de drogas no aglomerado Cabana do Pai Tomás, região oeste de Belo Horizonte.

Arnon do Grau, que tem 1,2 milhão de seguidores no Instagram, foi preso quando estava em um lava-jato na região do aglomerado, onde mora. Na rede social, ele afirma ser influenciador e humorista.

O apelido Arnon do Grau vem do fato de ele ser especialista em empinar motos, manobra conhecida como "dar grau". Ele ganhou fama também por publicar nas redes sociais vídeos em que aparece imitando som de sirene em restaurantes.

A prisão de Arnon é temporária e tem validade de 30 dias. Outras duas pessoas, que já estavam detidas por suspeita de envolvimento em outros crimes, também tiveram prisão decretada.

O advogado do influenciador, Wellington Fadul Belgues, disse que não irá se posicionar sobre a prisão do cliente. "Estamos analisando o processo", afirmou.

O delegado responsável pelas investigações, Hugo Arruda, da Polícia Civil de Minas Gerais, afirmou que outras prisões podem ocorrer ao longo das investigações.

"Trata-se de um crime praticado no contexto de organizações criminosas. Disputa de pontos de venda de drogas entre duas gangues sediadas na região do Cabana do Pai Tomás. As investigações seguem. Existem outros investigados", declarou à imprensa.