Perfil anuncia morte de influenciador Gui Pagnoncelli, mas hospital nega

Influenciador Gui Pagnoncelli (Foto: Reprodução/Instagram)
Influenciador Gui Pagnoncelli (Foto: Reprodução/Instagram)

O perfil de Gui Pagnoncelli, conhecido por compartilhar a sua rotina durante um tratamento de um câncer raro no estômago, anunciou a morte do influenciador alagoano no sábado (18). No entanto, um vídeo publicado nas redes sociais supostamente mostra o jovem em frente a um hospital, horas depois da notícia ser divulgada.

Segundo as publicações no perfil do influenciador, que seguem no ar, ele estava internado no Hospital Teresa De Lisieux, na Bahia: "É com profundo pesar que informamos que nosso guerreiro nos deixou hoje. Ele lutou com todas as forças, mas os planos de Deus foram outros", dizia a mensagem, compartilhada com os mais de 500 mil seguidores do rapaz.

Porém, o hospital negou que ele tivesse sido atendido na instituição ou mesmo no estado da Bahia: "O hospital informa que não houve atendimento do paciente Gui Pagnoncelli no Hospital Teresa de Lisieux, em Salvador (BA). Na tarde deste sábado, 18, o paciente foi atendido no Hospital Macéio (AL), e já recebeu alta", diz nota divulgada pela assessoria da instituição.

Pagnoncelli ficou famoso ao ganhar um tratamento gratuito do câncer nos Estados Unidos após a sua história viralizar em um grupo de Facebook. A viagem e o tratamento exigiam a quantia de R$ 50 mil e Gui não possuía condições de arcar com este custo. Foi então que o grupo do Facebook LDRV deu uma mãozinha para divulgar o caso e acabou conseguindo mais que o dobro do valor.

Um dos participantes do grupo fez um post explicando a situação do jovem e pedindo que caso as pessoas não pudessem ajudar com dinheiro, que ajudassem divulgando. O LDRV conta com mais de 627 mil membros e em menos de 48h, foram arrecadados quase R$ 130 mil.

A primeira vez que Gui Pagnoncelli foi diagnosticado com câncer de estômago foi em 2012 e recentemente, o rapaz foi novamente diagnosticado com adenocarcinoma (tumor ainda mais agressivo). Na época em que conseguiu o tratamento, em 2017, seus exames indicavam que a expectativa de vida era de 6 a 8 meses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos