“O ensino superior deixou de ser uma possibilidade”, lamenta Débora Aladim

·3 min de leitura
Débora Aladim é a maior influenciadora de educação do país (foto: reprodução / instagram @dedaaladim)
Débora Aladim é a maior influenciadora de educação do país (foto: reprodução / instagram @dedaaladim)

Resumo da Notícia:

  • Débora Aladim é a maior influenciadora digital do Brasil e soma cerca de 6 milhões de seguidores 

  • Formada em história pela Federal de Minas Gerais, ela produz conteúdo sobre o tema há oito anos

  • Ela tem um curso educacional com anuidade de R$ 1,99 que ajuda estudantes de todo o país

Educação é um direito de todos os cidadãos, garantida pela Constituição de 1988, e a influenciadora Débora Aladim lamenta que a maior benesse da nação esteja em tanto desprestigio. Ela conversou com Yahoo! e também dá dicas para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM.

“O momento que a educação do país vive é muito complicada. É triste ver o crescimento da evasão escolar e como o ensino superior deixou de ser uma possibilidade e um sonho para muita gente” ressalta durante a conversa.

Historiadora pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais, Aladim ainda comentou sobre os efeitos da pandemia de covid-19 na cadeia educacional do país. “O contexto evidenciou ainda mais as desigualdades e fez necessário que as atividades presenciais fossem para o online”, comenta.

Trabalhando com educação online há oito anos, ela cria conteúdos diversos nas redes sociais. “Adoro falar sobre o processo de aprendizagem, dicas de estudo e abrir meu coração sobre as pressões e dificuldades dos estudantes, especialmente os vestibulandos! É um período muito difícil e fico feliz que muitos se sintam acolhidos pelos meus conteúdos”, comemora.

Com mais de 5 milhões de seguidores em suas redes sociais e com o sonho de democratizar a educação, a jovem de 23 anos tornou a maior influenciadora de educação digital do Brasil. Às vésperas da realização da primeira parte da prova do ENEM, ela deu algumas dicas de última hora.

“Nesses dias anteriores é importante se preparar para chegar descansado na prova, afinal é um exame de resistência: mais de 5 horas de concentração, 90 questões, é tudo muito cansativo! Então por agora recomendo que descansem e, nos estudos, foquem em revisões curtas e resolução de exercícios”, avisa.

Inclusão

Além de difundir o conteúdo que cria no Youtube, Instagram e TikTok, Débora defende que “estudar é resistir”. O termo dá nome ao projeto social que criou para ampliar o acesso de pessoas à conteúdos educacionais online.

Com um valor simbólico de R$ 1,99 por ano, o assinante da plataforma abrange conteúdos de todas as áreas. “O valor dele é literalmente simbólico! Esse projeto nasceu no início da pandemia, quando quis fazer algo para todos os alunos, que carregasse não apenas conteúdos mas os ideais que acredito! Acabou se tornando um projeto anual (em 2021 também tivemos!) e quero que continue por muito mais tempo!”, deseja.

Além deste, Débora também criou um método inédito e eficaz para que qualquer pessoa possa escrever uma boa redação no modelo ENEM. Ela é autora do livro “Redação Infalível” e já ministrou palestras pelo Brasil, ação que pretende retomar após o término da pandemia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos