Influenciadora que manobra motos atropela criança de 6 anos no MT

·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
  • Condutora tem apenas 16 anos

  • Ela e os pais poderão responder criminalmente

  • Garoto está internado em estado grave

Uma influenciadora digital de 16 anos, conhecida por fazer manobras com motos, atropelou um garoto de seis anos nesta quarta-feira (6), em Várzea Grande, no Mato Grosso. A vítima está internada em estado grave com uma fratura no crânio. A Polícia Civil investiga o caso.

O incidente ocorreu por volta das 17h30, quando a jovem seguia em alta velocidade em uma motocicleta do tipo CF Fan 160 quando o garoto Hyan Patrick atravessou para o outro lado da rua e foi atingido e arremessado, segundo a Guarda Municipal.

"A nossa equipe foi ao local para resguardar as vítimas. Alguns moradores estavam revoltados com a situação porque a condutora era uma adolescente que estava pilotando sem carteira de habilitação. Ela é conhecida na região por fazer isso já há muito tempo", disse o subcomandante da Guarda Municipal Alexander Gouveia.

Leia também:

A influenciadora teve apenas escoriações leves e foi encaminhada para o Hospital Ortopédico. Já a criança, que foi levada ao Hospital de Cuiabá, teve fraturas em dois lugares do crânio e precisou ser intubado. Ele deverá passar por uma cirurgia na cabeça.

Com 15 mil seguidores no Instagram, a adolescente chama a atenção fazendo vídeos nos quais aparece praticando manobras arriscadas em vias públicas. Depois do acidente, diversos vídeos foram apagados do seu perfil.

A garota chamava atenção na vizinha e até a família de Hyan a conhecia. Ela já foi alvo de reclamações dos vizinhos pela forma como pilota pelas ruas do bairro. O pai da vítima, o eletricista Deomar Gama, disse que ela ignorava.

"Não é de hoje que todo mundo fala com ela para ela parar de fazer isso nas ruas do bairro. Ela mora um pouco distante do local do acidente, mas vivia andando desse jeito até que aconteceu isso. Hoje, meu filho tá aqui intubado. Muita imprudência, poderia não estar com meu filho", afirmou ao portal UOL.

O delegado adianta que, em caso de óbito, explicou que a adolescente pode ser denunciada por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e ser internada em uma instituição para menores infratores. "Já os pais, podem ser indiciados por permitir e confiar veículo automotor à pessoa não habilitada e também por homicídio", disse o delegado.

Já a Polícia Civil de Mato Grosso disse em nota que o caso será apurado pela Delegacia Especializada do Adolescente (DEA). "A entrega do veículo a pessoa menor de idade e sem habilitação será apurada pela Delegacia Especializada de Trânsito (Deletran)".

Além de não ter idade para conduzir, o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) define no artigo 244 como crime fazer manobras com motos em ruas, avenidas e rodovias. Caso coloque outras pessoas em risco, o condutor terá cometido também a contravenção penal do artigo 34 do Decreto-lei n. 3.688/41 (Lei das Contravenções Penais). A pena é de até três meses de reclusão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos