Influenciadores digitais, cachorros militam em prol de causas e fazem até trabalho voluntário

Priscilla Aguiar Litwak
1 / 2

WhatsApp Image 2019-11-27 at 16.16.39.jpeg

Diversão. A dálmata Titi ajudou na campanha pela liberação de cachorros em praias cariocas

RIO - Ele está com tudo. É pentacampeão mundial de surfe, modelo, protagonista de série de canal de TV e influenciador digital, tem uma coleção de camisetas, está no Guinness Book e ainda faz trabalho voluntário. Esse currículo de dar inveja a qualquer atleta é de Bono, um labrador de 9 anos, morador do Leblon, e que ao lado do seu tutor e parceiro no esporte, Ivan Moreira, já se prepara para os desafios de 2020. Entre eles, a prioridade é se tornar papai, além de trazer mais um título de campeão mundial de Surf Dog e conseguir um novo recorde: ser o primeiro cão a pegar um tubo — entrar numa onda e passar por dentro dela — em uma piscina de ondas. Para isso, os treinos são frequentes e acabam devidamente registrados no seu perfil no Instagram (@bonosurfdog), com mais de 110 mil seguidores.

O fenômeno dos pet influencers, como são chamados os animais que fazem sucesso em redes sociais, é crescente. E, mais do que compartilhar o dia a dia, eles dão dicas variadas do mundo pet e são engajados em causas sociais.

— O Bono faz um pouco de tudo. Tem a a rotina dele de treinos e viagens que é também uma diversão. E ele é capacitado em cãoterapia. Costumamos ir a asilos, creches e hospitais. Além disso, ele é voluntário e embaixador de algumas campanhas sociais, como a da Casa Ronald McDonald. Acho importante usar para o bem essa visibilidade que ele tem — conta Moreira.

A dupla também se prepara para gravar a segunda temporada da série “Bono, o cão surfista”, que contará com cenas em Nazaré, em Portugal. O programa, do canal OFF, ainda não tem data de estreia.

Outra pet que tem milhares de seguidores no Instagram é a dálmata Titi (@titi_e_amigos), de 5 anos. Ao lado de suas tutoras e “irmãs”, a arquiteta Adriana Cassas e a advogada Andrea Cassas, ela encabeçou o movimento “Vai ter cachorro na praia sim” (@vaitercachorronapraiasim), que ajudou na aprovação da lei municipal que passou a permitir a presença de cachorros em praias cariocas, há cerca de dois meses.

— Usamos muito o Instagram para militar e conscientizar, sobretudo a respeito da natureza. Queremos uma sociedade em que todos convivam bem — diz Adriana.

Os pet influencers bono e Titi vão se juntar a outras estrelas da internet como o husky siberiano Jon Snow (@jonsnowpelomundo), que já esteve no programa “Encontro com Fátima Bernardes” e figurou em jornais e revistas, e o golden retriever Golden Bowie (@golden_bowie), que faz parte de várias campanhas publicitárias. Eles vão estar na primeira edição da Parada Pet, que vai ser realizada hoje, em Ipanema, e no dia 15 de dezembro em São Paulo.

Com concentração às 8h, haverá uma “cãominhada”, com início no Jardim de Alah, no trecho da orla, seguindo até a Rua Joana Angélica, em Ipanema. A festa continua na Praça Nossa Senhora da Paz com música, barracas com produtos e serviços e atividades gratuitas para pets e tutores. Os destaques vão para aulas de ioga, funcional, adestramento e oficina de culinária saudável. Tudo para humanos e cachorros. Outro ponto alto é a apresentação de terapias complementares para pets, como reiki e aromaterapia, e dicas sobre cuidados no período do verão.

De acordo com Gaby de Saboya, tutora de Jon Snow e uma das idealizadoras do evento, o objetivo, além de apresentar as novidades no mundo pet, é promover a integração dos animais com suas famílias.

— Eu tenho cachorro há mais de 20 anos. Já tive outros antes do Jon e costumo frequentar encontros de animais. Mas percebo que muitas vezes esse encontros são chatos para os pets. Por isso pensamos em uma agenda toda voltada para eles e da qual, claro, os humanos também possam participar. Mas não é um evento só para apaixonados por pets. É uma programação para toda a família, porque essa interação com o pet é benéfica para todos — explica Gaby.

A aula de adestramento e a oficina de culinária saudável serão ministradas pela equipe da adestradora Daniela Prado, que também tem uma marca de comida especializada, a Pet Chef Alimentação Natural. Daniela conta que haverá degustação de produtos e muitas dicas.

— Lutamos por lugares que sejam pet friendly, mas também precisamos que os nossos pets sejam amigáveis para a sociedade. Como tutores, precisamos ter essa consciência também das nossas obrigações, para o bem-estar dos nossos bichinhos e de todos. Em relação à alimentação, vamos falar sobre o que há de mais moderno em termos de produtos naturais, que são gostosos e nutritivos. E eles vão poder experimentar na hora e levar para casa — diz ela.

Entre os expositores também haverá marcas de cosméticos naturais, roupas e acessórios para pets, como coleiras, bandanas e laços. Além de um estande que oferecerá a microchipagem para 300 animais (o serviço custa R$ 25). Recentemente, a medida passou a ser uma exigência da prefeitura, que determina que todos os cães e gatos comercializados ou doados precisarão ser registrados e ter um microchip implantado.

O evento, organizado pelo grupo Cachorreiros da Paz, também contará com uma trilha sonora especial. As músicas seguem as informações de uma pesquisa feita na Escócia pela organização protetora dos animais SPCA e pela Universidade de Glasgow, segundo a qual o reggae e o rock leve trazem mudanças positivas e tranquilizam os pets.

Haverá ainda um espaço voltado para a adoção de cães e gatos e a presença de ONGs como a Pêlo Próximo. A praça será equipada com potinhos de água, lixeiras e puxa-sacos para preservar o local e manter a higiene.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)