Inglaterra goleia Irão e Senegal perde com os Países Baixos no Mundial do Qatar

Numa estreia mais falada pelas questões extra-futebol do que pelo jogo jogado, a Inglaterra goleou o Irão, por 6-2, no arranque da primeira jornada do grupo B do Mundial do Qatar.

Um jogo que começou logo torto com um choque involuntrio enre o guarda-redes do Irão, Alireza Beiranvand, e um colega de equipa e que viria a obrigar o dono da baliza persa a sair mais cedo para os balneários e muito mal tratado.

O jogo ficou ainda manchado pelo alegado protesto dos iranianos, que ficaram em silêncio durante o próprio hino, e pela ausência do arco-íris LGBT no braço de Harry Kane, o capitão inglês.

De resto, a eficácia inglesa, expresso logo no 3-0 verificado ao intervalo, ofuscou por completo o bis do portista Mehdi Taremi, a barreira defensiva montada pelo treinador português Carlos Queiroz e vale para já aos três leões a liderança isolada.

A outra partida do grupo B terminou com um empate (1-1) entre o País de Gales e os Estados Unidos, num jogo onde o galês Gareth Bale também abdicou da braçadeira arco íris "One love", um manifesto de tolerância LGBT que a FIFA decidiu proibir no próprio dia em que a campanha deveria luzir no Qatar.

Esta segunda-feira ficou ainda marcada pelo vitória dos três vezes vice campeões do mundo Países Baixos diante o Senegal (2-0) no jogo que fechou o grupo A.

Cody Gakpo abriu o marcador aos 84 minutos e a famosa laranja mecânica fechou o marcador, por intermédio de Davy Klaassen, já perto do final dos 10 minutos de descontos concedidos pelo árbitro.

Os atuais campeões de África não puderam contar com a estrela da equipa, Sadio Mané, e acabaram por ter uma estreia apagada neste Mundial.

A ausência do segundo jogador mais votado para a Bola de Ouro mundial revelou-se insuperável para os habitualmente indomáveis leões de Teranga.

Com este resultado, os Países Baixos igualam na liderança do grupo A o Equador, que na abertura do torneio derrotou o país anfitrião pelos mesmos 2-0.

Ao todo, nos três jogos deste segundo dia de Mundial no Qatar foram marcados 12 golos.

Na segunda jornada, marcada para sábado, os neerlandeses enfrentam a apelidada banana mecânica sul-americana e o Qatar tenta fazer história pela positiva diante do Senegal.

Já no grupo B, a Inglaterra enfrenta no mesmo dia os Estados Unidos e o País do Gales o Irão.