Inglaterra vence Senegal por 3 x 0 e vai enfrentar França nas quartas de final da Copa

Jordan Henderson e Jude Bellingham comemoram gol da Inglaterra contra Senegal

Por Andrew Cawthorne e Mitch Phillips

AL KHOR, Catar (Reuters) - A Inglaterra ampliou sua invencibilidade histórica contra seleções africanas com uma vitória por 3 x 0 sobre o Senegal, neste domingo, que incluiu o primeiro gol do capitão Harry Kane nesta Copa do Mundo, e agora vai enfrentar a atual campeã França nas quartas de final no Catar.

Inicialmente a Inglaterra parecia lenta contra os velozes atacantes senegaleses, no primeiro encontro entre as duas equipes, e uma maravilhosa defesa com uma mão só de Jordan Pickford impediu Boulaye Dia de dar à seleção africana a vantagem no marcador.

Mas Jordan Henderson acalmou os nervos da Inglaterra aos 38 minutos de jogo, mandando a bola para a rede após ser acionado por Jude Bellingham no final de uma bela troca de passes.

Kane fez o segundo dos ingleses com um chute forte sem chances de defesa para o goleiro Edouard Mendy no último lance do primeiro tempo, ficando apenas um gol atrás do recorde de Wayne Rooney de 53 gols pela Inglaterra.

O ponta Bukayo Saka marcou o terceiro com um belo toque por cima de Mendy depois de um cruzamento rasteiro de Phil Foden, aos 12 minutos da etapa final.

O número de gols da Inglaterra no Catar --12 até agora-- iguala a melhor marca do país em uma Copa do Mundo, atingida na Rússia em 2018, quando os ingleses chegaram às semifinais. Eles marcaram 11 gols na conquista do título mundial em 1966.

A vitória impressionante estendeu a invencibilidade de todos os tempos da Inglaterra contra times africanos para 21 jogos, incluindo oito em Copas do Mundo. O Marrocos, que enfrentará a Espanha na terça-feira, é agora o único time africano restante no torneio.

"Realmente difícil. Jogos eliminatórios nunca são fáceis", disse Kane, o melhor em campo, após a partida contra Senegal. "Demonstramos grande maturidade ao longo do torneio... 3 x 0 aqui contra uma equipa muito boa. A mentalidade estava em alta desde o início e aproveitamos as nossas oportunidades quando elas surgiram."

"Nos sentimos bem, temos bons jogadores no ataque e somos sólidos na defesa. Foi um dia muito bom para nós", acrescentou.

O duelo com os ingleses ficou ainda mais complicado para Senegal devido às ausências do suspenso Idrissa Gueye e do lesionado Cheikhou Kouyate.

Com Sadio Mané perdendo o torneio também devido a uma lesão, os africanos não tiveram poder de fogo para incomodar a defesa da Inglaterra, que completou três jogos seguidos de Copa do Mundo sem sofrer gols pela primeira vez em 20 anos.

O único revés para os ingleses parece ser a ausência de Raheem Sterling, que não estava disponível para seleção neste domingo pelo que a federação inglesa disse ser um problema familiar.

Agora a equipe enfrentará a poderosa França, que derrotou a Polônia por 3 x 1 mais cedo neste domingo.

"Todos nós queremos jogar os jogos mais importantes e não há jogo melhor do que jogar contra a França", disse Phil Foden. "No nosso melhor podemos criar oportunidades e marcar, estamos ansiosos pelo que vai ser um grande desafio."