Inquérito contra Salles deixa STF e segue para Justiça do Pará, decide Moraes

·1 minuto de leitura
Ex-ministro Ricardo Salles

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu enviar nesta terça-feira para a Justiça Federal do Pará um inquérito sobre um suposto esquema de contrabando ilegal de madeiras do país que tem como um dos alvos o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles.

Moraes atendeu a um pedido da Polícia Federal após Salles ter perdido o foro privilegiado. Essa investigação desencadeou meses atrás a operação Akuanduba, que investiga um suposto esquema envolvendo agentes públicos e empresários do Brasil e dos Estados Unidos para legalizar madeiras brasileiras.

No início do mês Salles também teve outro inquérito contra si --relatado pela ministra Cármen Lúcia-- enviado inicialmente para o Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1) sobre suposta obstrução dele de investigações da maior apreensão de madeira ilegal realizada pela Polícia Federal no país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos