Inscrição para o Fies será aberta em 10 de agosto, anuncia governo

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro da Educação, Victor Godoy, anunciou nesta quinta (21) que a inscrição para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) começará no dia 10 de agosto e encerrará em 12 de agosto.

Godoy fez o anúncio ao lado de Jair Bolsonaro (PL), na transmissão semanal do presidente. Segundo o ministro, a inscrição para o Prouni (Programa Universidade para Todos) também está próxima, irá de 1º a 4 de agosto.

O governo informou ainda que ampliará o teto da mensalidade para estudantes de medicina. A prestação sairá de R$ 7.100 para R$ 8.800.

Na live, o presidente destacou que são cerca de 100 mil vagas por ano ao Fies e lembrou que o governo sancionou o perdão de até 99% das dívidas de estudantes com o programa.

A menos de três meses das eleições, Bolsonaro tem os maiores índices de rejeição entre jovens (60%), estudantes (62%) e desempregados (66%).

O chefe do Executivo está em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, segundo a pesquisa do Datafolha divulgada no final de junho.

Ele está 19 pontos atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 28% contra 47% do petista.

Em junho, Bolsonaro sancionou medida provisória que estudantes inscritos no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal) ou beneficiados pelo auxílio emergencial poderão receber o perdão máximo do valor devido.

A medida foi editada pelo governo federal em dezembro de 2021 e aprovada pela Câmara e pelo Senado em maio deste ano. Com a sanção, a medida se torna uma lei definitiva.

Ela abrange créditos contratados com o Fies até o segundo semestre de 2017.

O beneficiário com débito vencido de dezembro de 2018 até setembro de 2021 poderá ter desconto total de encargos caso opte por fazer o pagamento à vista. Pode, ainda, parcelar a dívida em até 150 meses, com redução total de juros ou multas.

Para estudantes com dívidas vencidas e não pagas antes de dezembro de 2018, há previsão de desconto de 77% no valor --desde que a pessoa não esteja inscrita no CadÚnico, nem tenha recebido auxílio emergencial.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos