Inscrições para concurso de recenseador do IBGE acabam nesta quarta. São 48,5 mil vagas

Serão encerradas nesta quarta-feira as inscrições para o processo seletivo simplificado complementar que visa a preencher 48.535 vagas de recenseador no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As vagas são para nível fundamental completo e estão distribuídas em todas as unidades da Federação. Para o Estado do Rio de Janeiro, são oferecidas 2.380 oportunidades, sendo 1.237 postos para a capital.

Com inflação: São Paulo salta para 12º lugar em ranking mundial de luxo

FGTS: Fundo vai distribuir R$ 12 bi. Lucro perde para inflação pela primeira vez desde 2017

Selic: BC define juros hoje; veja as incertezas que cercam a decisão do Copom

O contrato terá duração de três meses, podendo ser prorrogado. As inscrições devem ser realizadas de forma on-line na página do concurso ou no link www.ibge.gov.br/pss-complementar. Não será cobrada taxa de participação.

A função exige apenas nível fundamental. De acordo com o órgão, a seleção será feita por análise curricular, não por prova. Os candidatos deverão apresentar a documentação original ou cópia autenticada no momento da contratação.

Em Portugal: Turismo do Algarve precisa de três mil trabalhadores e faz apelo aos brasileiros

O recenseador tem como principal função entrevistar os moradores durante a coleta. Como a remuneração é por produção, ela pode variar de acordo com o tempo dedicado ao trabalho e o grau de dificuldade na abordagem aos domicílios.

A jornada de trabalho recomendável para a função é de, no mínimo, 25 horas semanais. O profissional também passará por um treinamento obrigatório antes do início da coleta do Censo. A divulgação do resultado final está prevista para o dia 30 deste mês.

Em 2022: Mais ricos do mundo já perderam US$ 1,4 trilhão este ano

Censo começa em agosto

A partir de 1º de agosto, mais de 213 milhões de habitantes, em mais de 70 milhões de domicílios, serão visitados pelos recenseadores. O Censo Demográfico 2022 revelará as características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho, mortalidade e autismo.

Realizada a cada dez anos, a pesquisa é a principal fonte de referência sobre as condições de vida da população em todos os municípios do país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos