Inscrições para o Enem podem ser feitas até 5/6; saiba mais

Passarsemcursinho

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma etapa importante na vida de todo estudante brasileiro. Criado para avaliar a qualidade do ensino médio, o Enem vem se tornando cada vez mais importante a cada ano que passa, sendo considerado “o maior vestibular do País”. Isso porque ele é pré-requisito para participar de uma série de programas do Governo Federal que facilitam o acesso ao ensino técnico superior, além de contar pontos para o processo seletivo de muitas faculdades e até substituir completamente o vestibular.


Veja como ficam as inscrições do Enem em 2015 e como se inscrever no Enem!

Inscrição para o Enem 2015

As inscrições para o Enem 2015 podem ser feitas entre os dias 25 de maio e 05 de junho. As provas do Exame acontecem nos dias 24 e 25 de outubro.

Para fazer sua inscrição no Enem 2015, você vai precisar: 
1. Acessar o site oficial do Enem
2. Informar seu CPF, seus dados pessoais e alguns dados sobre a escola onde você vai concluir o ensino médio. 
3. Escolher, na lista de municípios, onde você vai querer fazer o Enem (local de prova).
4. Confirmar o cadastro. 
5. Pagar a taxa de inscrição.

Taxa de inscrição do Enem 2015

Para concluir sua inscrição no Enem, você precisa pagar uma taxa de R$ 63,00. Para isso, imprima o boleto a partir do site do Enem assim que finalizar seu cadastro e faça o pagamento o quanto antes no banco indicado. É preciso ficar atento, pois o prazo para pagamento vai até o dia 10 de junho e quem não pagar a taxa não poderá fazer o exame.

No entanto, nem todos os candidatos do Enem precisam pagar essa taxa. Existem dois casos em que não é necessário pagar a inscrição: alunos de escolas públicas e estudantes de baixa renda. 

Alunos de escolas públicas: estudantes que estejam concluindo o ensino médio em uma escola pública devidamente declarada ao Censo Escolar da Educação Básica estão isentos do pagamento. Se esse é o seu caso, você não precisa fazer nada. Apenas informar os dados da escola no ato da inscrição. Estudantes de baixa renda: estudantes de baixa renda, que não tenham condições de pagar o valor da inscrição, podem pedir a isenção da taxa. Para isso, é necessário ter cursado todos os três anos do ensino médio em escola pública (ou na rede particular como bolsista integral) e ter uma renda familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.  Nesse caso a isenção não é automática, o candidato deve preencher o formulário de “carência socioeconômica” no ato da inscrição. Vale lembrar que, apesar de não ser necessário enviar documentos que comprovem a condição de renda para solicitar a isenção, o Inep pode pedir a documentação em outro momento.

Quando é a prova do Enem 2015?

As provas do Enem em 2015 serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro (sábado e domingo).

Por que fazer o Enem 2015?

Fazer o Enem é importante para quem quer continuar seus estudos, para entrar na universidade sem precisar fazer vestibular, para conseguir financiamento estudantil e até para concluir o ensino médio. Veja por que você deve fazer o Enem em 2015:

Enem para obter certificado do ensino médio: se você não está matriculado regularmente em uma escola do ensino médio e precisa de um certificado de conclusão para comprovar seu grau de escolaridade, pode conseguir o diploma através do Enem. Quando fizer sua inscrição para o exame, marque a opção de obtenção do certificado de conclusão do ensino médio e preencha as informações solicitadas na tela. O certificado fica pronto depois que sair o resultado do Enem e deve ser retirado pelo candidato na Secretaria de Educação ou instituição certificadora cadastrada pelo MEC. A lista com todas as instituições que podem emitir o certificado sai no edital do Enem e pode ser consultada também na página do exame na internet: enem.inep.gov.br.Fazer curso técnico sem pagar nada:  o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) seleciona candidatos a cursos técnicos gratuitos a partir da nota do Enem. Para participar, é preciso ter feito o Enem no ano anterior, com nota maior do que zero na redação. As inscrições acontecem duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre. Bolsa para estudar em faculdade privada: o Programa Universidade para Todos (ProUni) oferece bolsas de estudo parciais (50%) e integrais (100%) em faculdades particulares. Para concorrer a uma bolsa, é obrigatório ter feito o Enem no ano anterior, com nota média de pelo menos 450 nas provas e não ter zerado na redação. O ProUni tem inscrições no primeiro e no segundo semestre. Entrar na universidade pública sem precisar fazer o vestibular: o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) utiliza a nota do Enem para classificar candidatos a uma vaga em universidade pública sem que o estudante precise fazer o vestibular tradicional. Com inscrições no início e no meio do ano, o Sisu exige participação no Enem do ano anterior e nota maior do que zero na redação. Conseguir financiamento para pagar a faculdade: o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) é um programa do Governo Federal que oferece empréstimos a juros baixos (3,4% ao  ano)para alunos de faculdades particulares. O estudante só precisa pagar a dívida um ano e meio depois de se formar. A partir de 2015, quem quiser pedir o FIES precisará ter feito o Enem, com média de pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redação. Bolsa no Exterior: se o seu plano é mais tarde fazer um intercâmbio em universidade internacional, saiba que até nisso fazer o Enem tem as suas vantagens. O programa Ciência sem Fronteiras, que oferece bolsas de estudo no exterior, exige bom desempenho acadêmico e pelo menos 600 pontos na nota do Enem.


Além disso, algumas faculdades particulares usam a nota do Enem como processo seletivo, substituindo o vestibular tradicional, e várias instituições consideram a nota do Enem na hora de classificar seus candidatos.

E você? Vai fazer o Enem em 2015? Conte para a gente nos comentários!