Inserção dos jovens no mercado de trabalho é tema de debate on-line da Fundação Roberto Marinho

·2 minuto de leitura

Os jovens são uma parcela significativa dos mais de 14 milhões de desempregados no Brasil atualmente. Os desafios são maiores principalmente na hora de buscar o primeiro emprego, enquanto a maior parte das vagas exige experiência na função. Entre 2012 e 2020, o percentual de pessoas de 15 a 29 anos que não estudam nem trabalham saltou de 21,2% para 29,3%, um cenário que se agrava ainda mais com a pandemia.

Em meio a esse cenário, a Fundação Roberto Marinho promove na próxima quarta-feira, dia 15, o encontro on-line “Jovens hoje, mercado de trabalho amanhã”, que vai reunir executivos, empresários, especialistas e educadores para debater a inserção dos jovens na economia.

“Trabalhar a favor da educação e da inserção qualificada dos jovens no mundo do trabalho é responsabilidade de todas as esferas da sociedade, inclusive do setor privado. Assim como uma empresa investe em tecnologia para aumentar sua produtividade, o investimento em educação é investimento em capital humano”, destaca Mônica Pinto, educadora e gerente de Desenvolvimento Institucional da Fundação Roberto Marinho.

Segundo ela, os benefícios são observados não só na vida de cada um dos jovens, mas na economia do país e no aumento da qualidade de vida para toda a sociedade.

O evento remoto está marcado para as 17h30 e as inscrições são gratuitas por meio do link mailchi.mp/frm/jovens-hoje.

Mediada pela jornalista Flavia Oliveira, a mesa redonda contará com a participação de Rachel Maia, palestrante e consultora ESG, ex-CEO da Lacoste e com vários prêmios na área de liderança; além de Ben Ross Schneider, diretor o programa MIT Brasil e professor internacional de Ciência Política da Ford; Josué Gomes da Silva, presidente eleito da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP); e Mônica Pinto, da Fundação Roberto Marinho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos