Inspetor penitenciário é preso tentando entrar com drogas em unidade prisional de Bangu

RIO - Um inspetor penitenciário que tentou entrar com drogas, celulares e outros objetos na Cadeia Pública José Antônio Costa Barros, no Complexo Penitenciário de Gericinó, foi preso na manhã desta terça-feira.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), o funcionário foi flagrado com cerca de dois quilos de erva picada, com característica de maconha, 500 gramas de massa (possivelmente haxixe), sete aparelhos de celular, cinco roteadores, cinco carregadores e um fone de ouvido.

O material foi encontrado dentro de embalagens de sucos e lasanhas. A prisão é resultado de investigações do setor de Inteligência e da Corregedoria. O servidor foi levado para a 35ª DP (Campo Grande).

A Seap iniciou um trabalho interno para combater irregularidades dentro das unidades prisionais. Em outras operações 80 pessoas já foram presas tentando entrar com drogas e celulares. Mais de nove mil aparelhos móveis foram apreendidos. As ações contam com auxílio de três drones e um sistema de monitoramento em pontos estratégicos do Complexo de Gericinó com reconhecimento facial.