Inspira, respira e não pira: uma lista para começar o ano zen

Ricardo Ferreira
·3 minuto de leitura

‘Headspace — Meditação guiada’

Fenômeno mundo afora por popularizar e desmistificar a meditação, a empresa americana Headspace chegou na Netflix. Estreia hoje uma série com com oito episódios de 20 minutos cada, conduzida por Andy Puddicombe, ex-monge budista e cofundador do grupo, conhecido pelo aplicativo de celular. Ilustrados com simpáticas animações, os episódios propõem técnicas que podem trazer benefícios para o corpo e para a mente, como o controle do estresse. A cereja do bolo é a meditação guiada,que encerra cada capítulo.

‘Caminho zen’

Fernanda Lima e Monja Coen foram para o Japão, mas a viagem foi interna. Elas apresentam o programa de cinco episódios que foi ao ar no ano passado no GNT, e que agora está disponível no Globoplay para os assinantes do pacote de canais da plataforma. Ao longo da jornada espiritual, em cenários inspiradores, elas refletem sobre tempo, desapego e transformações, entre outros temas.

Semana Zazen

Falando em Monja Coen, a líder budista vai dar uma espécie de curso, on-line e gratuito, de 11 a 18 de janeiro. As inscrições devem ser feitas no site semanazazen.com.br. Durante o evento, Coen vai tocar em questões como ansiedade e benefícios da meditação. Aliás, vale dar uma conferida no canal dela no YouTube: o Mova (/movafilmes). Pode ser uma boa “preparação” para a semana com a monja.

‘Planeta Yoga’

O documentário do cineasta peruano Carlos Ferrand mergulha no universo da yoga e suas várias vertentes, com depoimentos de especialistas no assunto, como Baba Ramdev, Chidanand Saraswati, Jeffrey Armstrong e Swami Amritarupananda. O filme mostra como a antiga filosofia oriental se popularizou no ocidente, trazendo para cá termos como como nirvana, karma e guru. Pode ser uma boa se contextualizar antes de praticar. Disponível no Prime Video.

Aplicativos

Há uma infinidade de aplicativos de meditação na prateleira digital dos smartphones. Gratuito, o Lojong, por exemplo, é indicado para quem está começando. Tem um acervo de artigos para estimular o usuário a não abandonar o barco e apresenta relatórios diários e mensais sobre o seu progresso. No Medite.se, também gratuito, você pode criar uma comunidade entre seus amigos para trocar experiências em torno das propostas do aplicativo.

Outro que faz sucesso é o Sattva, que permite integração com smartwatches, para definição de metas pessoais. Além das meditações tradicionais, o aplicativo também oferece cânticos sagrados e mantras que podem ajudar em meio a sensações de medo, angústia e insônia.

Outra opção é o Meditopia, que oferece pequenas aulas que podem ajudar em uma melhor qualidade do sono e no controle da ansiedade. Mas há também outros tópicos sobre temas como coragem, expectativas, autoconfiança, e um que combina com a fase em que vivemos: “Para tempos difíceis”. Na aba de músicas, o usuário pode encontrar sons que acalmam, como chuva, vento ou som dos pássaros. Para relaxar, o ator Lázaro Ramos conta, com voz mansa, a história de Dandara, mulher de Zumbi dos Palmares. O aplicativo é pago, mas dá para testar gratuitamente por sete dias.