Inspiradora da série 'Inventando Anna' decide entrar no mercado de NFTs para mudar imagem

Anna Sorokin, a golpista que inspirou a série da Netflix "Inventando Anna", em que foram narrados todos os seus delitos, resolveu explorar um novo negócio: NFTs. O anúncio foi feito pela própria em uma entrevista para a NBC.

Conselhos: Musk diz aos funcionários que Twitter deveria permitir tweets 'bastante ultrajantes'

Bill Gates: É uma teoria idiota', diz criador da Microsoft sobre criptomoedas e NFTs

Depois do tombo: Como proteger seu patrimônio de criptoativos

O lançamento da exclusiva coleção de Tokens não Fungíveis é uma tentativa de apagar seu "passado golpista", que incluía desde roubar empresas e amigos se fazendo passar por uma herdeira alemã.

Um total de 10 NFTs será oferecido ao público sob o nome "Reinventing Anna", em alusão ao título da minissérie da Netflix.

Sorokin, nascida na Rússia e mais conhecida pelo pseudônimo Anna Delvey, ficou famosa ao ganhar força na elite de Manhattan. Passando-se por uma socialite com um fundo fiduciário de US$ 60 milhões, ela convenceu pessoas ricas a investir dinheiro em sua fundação de arte e clube social.

Ela foi condenada por oito crimes graves, incluindo furto e roubo de serviços, passando quase quatro anos atrás das grades. Sorokin permanece sob custódia em um centro de detenção de imigração nos EUA, onde aguarda sua possível deportação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos