Inspirados pela rotina de piscina do 'BBB21', especialistas ensinam cuidados com diferentes tipos de cabelo durante o verão

Luana Santiago
·6 minuto de leitura

Moradores temporários da Curicica, na Zona Oeste do Rio, onde ficam os Estúdios Globo, os participantes do “Big Brother Brasil 21” passam a maior parte do dia na piscina. Não dá para culpá-los... Quem dispensaria um “ti-bum” refrescante num calorão de 40°C? Mas ficar tanto tempo exposto ao sol e ao cloro pode prejudicar a pele e, também, o cabelo. Por isso, é importante dar uma atenção extra às madeixas depois de dar um mergulho, se quiser mantê-las impecáveis até o fim do verão — ou, no caso das sisters, até o fim do reality.

— Verão detona o cabelo. Aqui no Rio, passamos muito tempo debaixo de sol e na praia. Já no “BBB”, é piscina toda hora. Nesses momentos, o cabelo não é prioridade, mas depois ele sofre — alerta Patrique Carvalho, cabeleireiro expert do Boticário.

Felizmente, nem tudo está perdido. Nas próximas páginas, Patrique e Zica Assis, fundadora do Instituto Beleza Natural, especializado em cabelos cacheados e crespos, ensinam cuidados para diferentes tipos de fios durante a estação.

Um nó difícil de desatar

Geralmente finos, os cabelos lisos podem embolar facilmente em contato com a água do mar e com o cloro da piscina. No “BBB 21”, Juliette, Pocah e Thais são algumas das sisters com longas madeixas lisinhas. “O cabelo liso natural embaraça muito, além de ter mais frizz. Isso deixa o fio mais fragilizado. Por isso, é importante aplicar um pouquinho de creme assim que sair da água e, depois, pentear. Leve uma escovinha na bolsa, um kit de emergência. E quando chegar em casa, deve desembaraçar de novo. Nunca penteie sem ao menos um leave in no cabelo, ok? É um cuidado essencial”, avisa Patrique.

O ideal, porém, é que a preservação dos lisos comece antes mesmo de sair de casa. “Quando estamos na rua, pegamos sol. Antes de expôr o fio, a dica é aplicar um óleo reconstrutor com proteção ultravioleta no cabelo seco. E depois do mergulho, use um leave in com a mesma proposta”, indica o cabeleireiro.

Nada de sal nos cachos

Quer ter cachos definidos como os de Lumena no verão? Então é melhor tomar cuidado com a curtição na estação. “Tudo é prejudicial para o cabelo cacheado ou crespo nesta época. O cloro, o sol, o sal... O sal é péssimo! A água do mar pode até dar a impressão de que faz bem, mas não! Resseca muito!”, alerta Zica, que indica lavar os cachos com água doce sempre depois de um mergulho: “Joga água doce, retira o sal e o cloro! Se tiver um leave in para aplicar depois, melhor ainda. Ele protege das agressões.”

Ao chegar em casa, nada de pernoitar com o cabelo sem higienizar com xampu, viu? “Tem que lavar e hidratar sempre! Se lavou o cabelo com xampu, tem que hidratar toda vez.. Duas vezes na semana é suficiente. Aliás, é preciso prestar muita atenção ao retirar o produto dos fios. Lave muito bem o xampu porque, se ele fica nos fios, os tratamentos seguintes são prejudicados. E depois do enxágue, hidrate! Se optar por aqueles cremes de hidratação de três minutos, aplique-o sem muita água. É muito importante passar a toalha no cabelo antes”, alerta a especialista.

E como as temperaturas já estão altíssimas, Zica pede moderação ao usar o difusor e o secador para secar a cabeleira: “Evite usá-los, pois já está muito quente. Eles fazem o cabelo ressecar ainda mais”.

Higienização das tranças é essencial

Karol Conká e Camilla de Lucas entraram no “Big Brother Brasil 21” ostentando tranças estilosas. A escolha é prática. Com elas, as sisters do Camarote já acordam prontas para mais um dia. “As confinadas com tranças começam o dia lindas e maravilhosas”, opina Zica. No entanto, a ida frequente à piscina pode ser um problema para as famosas de aplique. “Não tenho certeza se elas vão aguentar ficar com a trança o tempo todo, porque a tendência é que o fio natural, preso dentro das tranças, vá desfiando e, assim, fique todo arrepiado”, alerta a cabeleireira. Por isso, é importante que a cantora e a influenciadora digital tenham atenção com a higienização dos fios, especialmente depois de mergulharem na água com cloro. “Se entrou na piscina, tem que lavar o cabelo. Nesse caso, a higienização deve ser feita com muita água e xampu. E se não der um mergulho, é muito importante que lave o cabelo uma vez na semana, com atenção especial ao couro cabeludo. Se ele estiver bem higienizado, a raiz do cabelo fica mais forte”, indica a especialista. Quanto ao crescimento dos fios no topo, ela avisa que não há muito o que se possa fazer: “Três meses é o tempo máximo para ficar com as tranças. Se o reality show dura 100 dias...”.

A química exige atenção

Mais sensíveis, os cabelos quimicamente tratados, com relaxamentos ou tinturas, devem receber um cuidado a mais durante a estação, já que estão propícios a quebrar com facilidade. “Quem tem química no cabelo jamais pode prendê-lo molhado! E se amarrar os fios, já secos, deve usar um elástico frouxo. Melhor ainda é utilizar uma presilha de plástico, também conhecida como piranha de cabelo. Os prendedores em espiral, parecidos com fios de telefone, também são indicados”, enumera Zica.

E no caso das alisadas, seguir um cronograma de tratamento é obrigatório. “O pior problema é achar que não precisa mais manter o cuidado depois que alisar as mechas com progressiva ou com outro produto. O cabelo alisado é mais resistente, porém é um fio com a estrutura alterada. É necessário tratá-lo para preservar o liso da escova”, alerta Patrique.

As louras que se cuidem

As louras, como Sarah, precisam redobrar a atenção com a água da piscina, que pode deixar os fios esverdeados. Nesse caso, a orientação é procurar um profissional para corrigir o tom. Se não for possível, deve-se lavar o cabelo com um xampu antirresíduo: “Ele proporciona uma limpeza grande dos fios e, por isso, deve ser usado moderadamente”, avisa Patrique. Mas o desastre pode ser evitado: “Antes de entrar na piscina, o ideal é molhar o cabelo e aplicar um protetor térmico nele, como um leave in. E evite mergulhar muito”.

Já para as cacheadas ou crespas com madeixas descoloridas ou tingidas, o desbotamento é um problema na piscina. “Ele acontece por causa do cobre da água. Para evitá-lo, indico passar umas ampolas de vitamina que protegem a cor. O mais indicado para esse tipo de cabelo é o óleo de abacate, que forma uma película na mecha e, assim, funciona como um protetor”, explica Zica.

Fieis ao cronograma

Não importa o tipo de cabelo: para mantê-lo saudável durante o verão, seguir um cronograma capilar é indispensável. Para as cacheadas, a dica é começá-lo com uma hidratação depois de cada lavagem. “Começa com a hidratação toda vez que lavar com xampu. Duas vezes na semana basta. Na segunda semana, hidrate no primeiro dia e, no segundo, use um creme de nutrição. Na terceira semana, um dia será de hidratação e o outro de reconstrução. Após a primeira reconstrução, faça-a novamente depois de quinze dias. A partir da segunda reconstrução, a repetição deve ser mensal. Já a nutrição deve ser quinzenal, e a hidratação semanal”, ensina Zica. Já Patrique recomenda que as donas de cabeleiras lisas lavem os fios dia sim, dia não, por causa da oleosidade. Elas também devem hidratar as madeixas ao menos uma vez na semana.