Inspire-se na divisória da agência de modelos de 'Ti ti ti' para organizar e delimitar espaços na sua casa

·3 minuto de leitura

Hoje escolhemos o cenário da Lugar Models, agência de modelos da novela “Ti ti ti”, que está sendo reprisada no “Vale a pena ver de novo”, para nos inspirar. Na cena que escolhemos para abrir a coluna, aparecem Dorinha Alencar (Mônica Martelli), ex-modelo contratada para supervisionar as jovens aspirantes, Luísa (Guilhermina Guinle), dona da agência onde tudo acontece, e uma divisória linda, reparou? Hoje vamos falar dela, que tem um desenho orgânico que tanto nos chamou atenção, e, por isso, decidimos usar como tema aqui.

Ela separa o ambiente sem dividi-lo de fato. Na verdade, essa divisória faz a função de setorizar os espaços. A funcionalidade desse tipo de recurso tem sido muito utilizado nos projetos de arquitetura e decoração. Aqui abaixo, selecionamos alguns exemplos que mostram como elas ficam incríveis nos ambiente. Inspire-se!

Organizar, setorizar e delimitar espaços

As três ideias que vamos apresentar aqui hoje são todas projetadas pela arquiteta Carmen Zaccaro. A primeira imagem é de um apartamento de 150m² no Leblon, em que vive um casal de aposentados. Depois que seus filhos saíram de casa, os dois pensaram em deixar o ambiente mais prático e funcional, sob medida para o novo momento de vida. Os clientes não queriam uma decoração básica, e sim algo que transmitisse alegria. O imóvel era muito grande, então várias intervenções foram feitas para atender melhor à demanda, já que o pedido principal era ter espaços amplos. Sendo assim, uma das maiores intervenções foi no hall social. Como ele era bem espaçoso, a arquiteta eliminou suas paredes e desenhou uma divisória vazada, executada em marcenaria, visualmente leve. Ficou maravilhosa e superexclusiva.

Neste segundo projeto, um apartamento na Gávea de 120m², Carmen encontrou um pedido parecido. “Queremos aumentar a sensação de amplitude dos espaços”, pediu o cliente. Apesar da pouca metragem, com a utilização de alguns recursos, como a colocação de espelhos laterais na sala, que é estreita, e o uso de materiais claros e leves, o cômodo ficou amplo e ganhou leveza. A grande alteração na arquitetura foi a integração da cozinha com a sala. A parede foi quebrada de forma a criar um grande vão, e uma divisória tipo brise, que pode ficar aberta ou fechada, também funciona como porta de correr.

No terceiro projeto, a arquiteta tinha um apartamento de 150m², também no Leblon, para trabalhar um projeto de modernização completa. Originalmente, o imóvel possuía quatro quartos, mas um foi demolido para ampliar a sala. O casal queria um lar que refletisse a personalidade dos dois, que fosse aconchegante, prático e de fácil manutenção. Sem frescuras, mas com conforto, design e arte. Para atingir esse resultado, foram usados materiais naturais como madeira, palha, linho e couro, além do revestimento da parede principal com tijolinhos rústicos. Porém, essas soluções não ficaram só nos acabamentos, mas também no estudo de layout. Para dar mais privacidade ao acesso à área íntima do apartamento, Carmen projetou essa divisória ao lado do sofá, para uma melhor disposição da sala, restringindo parcialmente a visão da porta interna. que dá para os quartos, e trazendo um cantinho de mais acolhimento. Viram como essas divisórias puderam ser aplicadas em diferentes situações e ficaram incríveis? Qual delas você escolheria para a sua casa?

A coluna "Casa de Novela" é assinada pelo arquiteto e urbanista Guilherme Galvão e pelo engenheiro Douglas Alexandre.

Site: ggarquitetura.arq.br

Instagram: @2amarelos e @ggarquitetura.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos