INSS adia divulgação de locais de prova do concurso para o próximo dia 21

Apesar de ter divulgado que os locais de prova para o conscurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) seriam divulgados no último dia 16, o órgão adiou em uma semana a divulgação. Ou seja, somente no dia 21 os locais estarão disponíveis para consulta. A informação foi repassada por meio de comunicado publicado no site oficial do Cebraspe, banca do certame.

Estão inscritas 1.023.494 de pessoas na disputa por uma das mil vagas oferecidas para a função de técnico do seguro social, com exigência de nível médio ou técnico. É importante destacar que o processo seletivo também prevê 2.373 vagas para a formação de um cadastro de reserva. Do total de vagas, 5% são destinadas a pessoas com deficiência (90) e 20% a pessoas negras (202).

A listagem completa com o total de inscritos por local de prova pode ser conferida na plataforma Gov.br. Mas para isso é preciso criar login e senha, confira abaixo.

Somente no Estado do Rio de Janeiro, são 161.362 inscritos para concorrer a 191 no Estado do Rio. Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, tem o maior número: 40. Em seguida, vêm Rio (capital), com 36; Volta Redonda, com 34; Niterói e Petrópolis, com 28 vagas cada; e Campos dos Goytacazes, com 25.

Segundo o edital, o concurso será regionalizado. Ou seja, os candidatos vão concorrer às vagas reservadas à Gerência Executiva escolhida no momento da inscrição. Os aprovados poderão ser lotados em agências que sejam da abrangência dessa regional.

Quem se candidatou a uma das vagas precisa, agora, focar nos estudos e ficar atento às próximas etapas da seleção:

A remuneração bruta inicial chega a R$ 5.905,79, para 40 horas de trabalho semanais, composta da seguinte forma: vencimento básico de R$ 712,61, acrescido da Gratificação de Atividade Executiva (GAE) de R$ 1.140,18; da Gratificação de Desempenho da Atividade do Seguro Social (GDASS) de até R$ 3.595 (valor na Classe "A", do Padrão I); e do auxílio-alimentação de R$ 458.

A seleção — cuja banca organizadora é o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) — será composta por provas objetivas com 50 questões de conhecimentos básicos (Português, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Ética no Serviço Público, Noções de Informática e Raciocínio Lógico-matemático) e 70 de conhecimentos específicos (Seguridade Social).

A aplicação dessas provas será no dia 27 de novembro e terá duração de 3 horas e 30 minutos. O resultado das avaliações objetivas deve ser divulgado no dia 22 de dezembro.

Haverá ainda avaliação biopsicossocial dos candidatos às oportunidades reservadas a pessoas com deficiência e verificação da condição declarada por aqueles que concorrerem às vagas destinadas a candidatos negros.

Os primeiros mil aprovados no concurso do INSS vão passar por um curso de formação com duração de 180 dias em sua respectiva região. Ele será realizado em turmas e estará vinculado à ordem de classificação dos candidatos aprovados na primeira etapa do concurso.

Essa capacitação será realizada nas cidades de Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

O curso terá a carga horária de até 180 horas presenciais, em tempo integral, com atividades que poderão ser desenvolvidas nos turnos diurno e noturno. O candidato matriculado receberá um auxílio financeiro correspondente a 50% do salário do cargo, mas deverá arcar com as despesas de estadia, locomoção, saúde e alimentação.

Para quem participar da capacitação, haverá também uma avaliação por meio de prova objetiva, com 120 questões, e de prova discursiva, com duas questões a serem respondidas em até 15 linhas, sobre o conteúdo ministrado.

O curso terá atividades que poderão ser desenvolvidas nos turnos diurno e noturno. O candidato matriculado receberá auxílio financeiro correspondente a 50% do salário do cargo, que deve equivaler a R$ 2.952. Esse curso será feito pelo Cebraspe, mesma banca do concurso, com questões práticas do trabalho dos servidores.

A nota final no concurso será a soma da nota final das provas objetivas e da nota final obtida no curso de formação.

Os técnicos do seguro social são responsáveis por atender o público; assessorar os superiores hierárquicos em processos administrativos; realizar atividades inerentes ao reconhecimento de direitos previdenciários e outros sob a responsabilidade do INSS; realizar atividades relacionadas a instrução, tramitação e movimentação de processos e documentos; realizar estudos, pesquisas e levantamentos de informações; e elaborar minutas de editais, contratos, convênios e atos administrativos e normativos, entre outras funções.

O nomeado será lotado em qualquer agência da Previdência Social pertencente à Gerência Executiva do INSS para a qual optou por concorrer.

Os candidatos nomeados estarão subordinados ao Regime Jurídico Único dos Servidores Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais (Lei 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e suas alterações).

Como fazer para acessar o serviço na plataforma Gov.br? Para começar, é preciso baixar o aplicativo no celular, que está disponível gratuitamente para os sistemas Android e iOS. Ou então entrar no endereço eletrônico (https://www.gov.br/) pelo computador.

Tenha em mãos número do CPF, nome completo, data e local de onde nasceu, e nome completo da mãe. É bom ter a carteira de trabalho. Isso porque durante o cadastro informações relacionadas à vida trabalhista e previdenciária, como datas de recebimento de benefícios ou de realização de contribuições, serão realizadas.

1. O primeiro passo para criar uma conta é acessar o portal pelo endereço https://www.gov.br/. Depois, clique em ‘Entrar’ na lateral superior direita.

2. Em seguida, digite o seu CPF e clique em ‘Continuar’.

3. Na próxima tela, marque a caixa de seleção para concordar com os termos, resolva o Captcha e clique novamente em ‘Continuar’.

4. Em seguida, o usuário pode escolher entre duas opções: seguir com o cadastro por meio das informações de uma conta em um dos bancos listados ou ‘Tentar de outra forma’ caso prefira outro método.

5. Caso clique em ‘Tentar de outra forma’, o próximo passo será responder a algumas perguntas básicas, como data de nascimento, nome dos pais, etc. No fim, clique em ‘Confirmar’.

6. Após confirmar os seus dados pessoais, a página enviará um código de segurança para a conta de e-mail e o número de celular cadastrados no passo anterior.

7. Por fim, digite o código recebido e crie uma senha de acesso para o Gov.br (aproveite e confira algumas dicas para criar combinações mais fortes).