INSS: criminosos aproveitam revisões de benefícios para aplicar golpes

·2 minuto de leitura
Hacker attacking internet
Golpistas pedem dados pessoais por meio de mensagens, ligações, cartas e e-mail (Getty Images)
  • Criminosos estão aproveitando revisões de benefícios do INSS para aplicar golpes

  • Órgão não pede informações pessoais nem dados do segurado

  • Maioria das notificações oficiais é por carta ou por meio do Diário Oficial da União

O INSS (Instituto do Seguro Social) faz as revisões de três benefícios e criminosos já se aproveitam disso para aplicar golpes e conseguir dados pessoais dos beneficiários por meio de e-mail, mensagem pelo celular, carta e até telefonema.

Leia também:

Caso tenha acontecido uma tentativa de golpe, o segurado deve entrar em contato com a ouvidoria pelo telefone 135 ou pela internet, em https://falabr.cgu.gov.br/. Entretanto, se os criminosos já tiverem conseguido aplicá-lo, é preciso registrar um boletim de ocorrência e informar o banco em que recebe o benefício e o INSS.

Dicas de segurança

Para evitar que seus segurados caiam em golpes, o INSS dá algumas dicas para fugir dessas armadilhas:

  • Dados de contato, como telefone, e-mail e endereço, devem estar sempre atualizados e isso deve ser feito pelo aplicativo Meu INSS ou pelo telefone 135;

  • O número do SMS usado pelo INSS para informar os cidadãos é 280-41 e nunca são enviados a links;

  • O órgão não vai atrás do segurado para pedir informações pessoais e não pede envio de fotos e documentos;

  • Se alguém entrar em contato em nome o INSS pedindo fotos e dados, não responda e bloqueie o número que ligou ou mandou mensagem;

  • Caso o órgão convoque o beneficiário a apresentar documentos, isso fica registrado pelo aplicativo e a informação pode ser checada pelo telefone 135;

  • Sempre usar os canais oficiais de atendimento para qualquer tipo de solicitação ou envio de documentos;

  • No telefone oficial, o 135, quem atende é um robô chamado Helô, que pede informações para confirmar a identidade do segurado.

Notificações oficiais

As notificações para todas revisões podem vir por carta ou, posteriormente, por publicação no Diário Oficial da União. A exceção fica com a revisão de auxílio por incapacidade temporária, que, além dos métodos anteriormente citados, também pode ser avisada pelo banco pagador ou e-mail.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos