INSS prorroga projeto piloto de programa com metas de produtividade para servidores que atendem o público nas agências

·1 min de leitura

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) decidiu prorrogar, até 31 de dezembro, o projeto piloto do Programa de Gestão do Atendimento Presencial, no qual servidores que atendem o público nas agências ficam dispensados do controle de frequência e passam a ter metas de produtividade.

Os profissionais que tiverem interesse em participar da experiência devem pedir credenciamento até esta sexta-feira (5) por meio de protocolo interno no Sistema Gerenciador de Tarefas (GET). Podem se candidatar aqueles que têm vínculo efetivo e atuam no atendimento direto ou indireto ao segurado, com jornada de 30 ou 40 horas semanais.

As solicitações serão avaliadas pelo gestor, e a relação dos credenciados será publicada até 12 de novembro.

Apenas 24 agências da Previdência Social no país participam do projeto piloto. No estado do Rio, a única é a do Centro de Niterói, na Região Metropolitana.

Ao fim da fase de testes, o INSS poderá ou não efetivar o Programa de Gestão do Atendimento Presencial. A implementação será feita em função do interesse da administração pública como ferramenta de gestão e não constituirá direito do servidor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos