INSS restringe pedidos de crédito consignado

·2 minuto de leitura
Fachada do INSS
Restrições referentes ao local e forma de pagamento entrarão em vigor a partir da noite desta quinta-feira, 30
(Getty Commercial)
  • INSS publicou uma nova portaria nesta segunda-feira, 27 

  • Alteração prevê novas regras no bloqueio e desbloqueio de empréstimo consignado 

  • Também é obrigatório o envio de documento com foto via Meu INSS

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) publicou, nesta segunda-feira, 27, uma portaria que estabelece novas regras para pedidos de bloqueio e desbloqueio do empréstimo consignado e para mudança de local e forma de pagamento.

A partir de agora, o segurado que tiver um pedido em andamento deverá enviar documento com foto via aplicativo Meu INSS ou levá-lo em atendimentos presenciais. Antes, a medida era opcional. Caso o requerimento não seja possível via Meu INSS, é necessário ligar na Central 135 e agendar o “Atendimento Especializado”.

Leia também:

Alterações já estão valendo

A alteração nos pedidos do consignado já estão valendo, mas as restrições referentes ao local e forma de pagamento entrarão em vigor a partir da noite desta quinta-feira, 30.

Com a nova portaria, os pedidos feitos pelo Meu INSS só serão realizados pelos cidadãos que possuem conta verificada com nível prata ou ouro no cadastro do governo. O nível bronze, que é um cadastro mais básico, não terá acesso a essa possibilidade.

Para aprimorar o cadastro e aumentar de nível, o segurado deve permitir o cruzamento com outras bases de dados e leitura de QR Code ou código de acesso. Há também outras opções, como validação facial, para quem tem biometria cadastrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e o aplicativo gov.br no celular.

Para consultar seus requerimentos, o segurado deve acessar o site gov.br, entrar com login e senha e clicar no campo “privacidade”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos