INSS: segurado espera recebimento de aposentadoria há cerca de cinco meses

·1 min de leitura
Lúcio Vanderlei de Oliveira, de 61 anos, teve pedido julgado e acatado há mais ou menos cinco meses, mas ainda não recebeu. Foto: Getty Images.
Lúcio Vanderlei de Oliveira, de 61 anos, teve pedido julgado e acatado há mais ou menos cinco meses, mas ainda não recebeu. Foto: Getty Images.
  • Lúcio Vanderlei de Oliveira ainda não recebeu benefício, mesmo com a aposentadoria concedida;

  • Os problemas do motorista de caminhão começaram em 2018, quando teve o pedido indeferido;

  • Atualmente, o segurado está parado para realizar uma cirurgia.

Lúcio Vanderlei de Oliveira, de 61 anos, é motorista de caminhão e morador da cidade de Paulínia, interior de São Paulo. O segurado tenta receber a aposentadoria por tempo de contribuição há cerca de cinco meses, quando teve decisão favorável pela Junta de Recursos da Previdência Social.

Contudo, os problemas começaram bem antes, quando, em fevereiro de 2018, o segurado apresentou o pedido de aposentadoria ao Insitituto Nacional de Seguro Social (INSS) e foi indeferido. Com a recusa da autarquia, Oliveira protocolou um recurso administrativo.

Leia também:

Segundo o motorista de caminhão, há cinco meses o recurso foi julgado, acatado e, mesmo assim, ainda não conseguiu receber a aposentadoria. O INSS não respondeu o motivo por trás da falta do pagamento.

Oliveira diz que a única informação recebida foi sobre a necessidade de se esperar a carta de concessão do auxílio.

Como ainda não conseguiu receber, o motorista afirma ter continuado a trabalhar para o sustento. Porém, neste momento, o motorista está parado para realizar uma cirurgia.

O segurado diz que, mesmo com o recurso aprovado pela instituição, ainda contribui com o INSS. Quando entrou com o pedido há alguns anos, Oliveira tinha 35 de contribuição; agora está com 38.

O motivo por ainda pagar estaria na possibilidade de ocorrer algum problema com o INSS e a instituição não liberar a concessão do benefício. Com a contínua contribuição, o motorista poderá entrar com outro pedido e garantir a aposentadoria, caso haja necessidade.

O INSS afirma que se posicionará nos próximos dias.

As informações são do Agora São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos