Instagram remove a conta de Robert F. Kennedy Jr. por desinformação sobre covid-19

·1 minuto de leitura
Robert F. Kennedy Jr intervém em uma manifestação convocada em Berlim por negacionistas da covid-19

O Instagram removeu Robert F. Kennedy Jr., filho do ex-procurador-geral de mesmo nome e sobrinho do ex-presidente assassinado dos Estados Unidos John F. Kennedy, de sua rede social por divulgar desinformação sobre a covid-19 e suas vacinas, confirmou a empresa nesta quinta-feira(11).

"Excluímos essa conta por ter compartilhado repetidamente alegações desmentidas sobre o coronavírus e as vacinas", disse à AFP um porta-voz do Facebook, empresa proprietária do Instagram.

Robert F. Kennedy Jr., no entanto, permaneceu ativo no Facebook, onde já havia feito postagens semelhantes promovendo dados refutados sobre os danos que as vacinas deveriam causar.

“Não desativamos automaticamente as contas de nossos aplicativos, pois as contas podem postar sobre coisas diferentes em nossos diferentes serviços”, explicou o porta-voz.

O ativista ambiental repetiu informações falsas de que a recente morte da lenda do beisebol Hank Aaron estava relacionado à vacina COVID-19.

Ele havia publicado anteriormente dados falsos sobre a vacina contra a gripe.

Kennedy tem sido frequentemente associado a questões polêmicas, como no verão passado, quando participou de uma manifestação de negacionistas do coronavírus em Berlim organizada pela extrema-direita.

O Facebook também removeu outras contas das duas redes sociais por divulgar desinformação sobre vacinas.

hs/cs/rs/yo/jc