Instituto lança 'Tinder político' para conectar candidaturas femininas a voluntários

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Instituto Vamos Juntas, movimento suprapartidário por mais mulheres na política, lançou uma espécie de Tinder político para conectar candidaturas femininas a voluntários para atuar em suas campanhas. A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) é presidente de honra do coletivo.

O site, intitulado "Deu Match", calcula os algoritmos que associam as bandeiras e ideais com as quais a pessoa mais se identifica com as pré-candidatas. Os interessados também podem responder a um questionário para ajudar a identificar melhor o seu posicionamento político.

O projeto piloto por ora só funciona com as candidaturas ligadas ao Vamos Juntas. São 143 mulheres, sendo 23% do movimento LGBTQIA+ e 54% não brancas (indígenas, negras, amarelas) de 26 estados brasileiros. Ao todo, as pré-candidatas estão filiadas a 18 partidos diferentes, como Rede e PSDB.

O movimento ainda estuda abrir o projeto para outras pré-candidaturas. O instituto ainda tem a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) como mentores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos