Insuflada por Trump, multidão invade Congresso e paralisa ratificação de Biden

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Apoiadores do presidente Donald Trump invadiram nesta quarta-feira (6) o Congresso dos Estados Unidos, em uma ação que obrigou a Câmara e o Senado a trancarem suas portas e a paralisarem a sessão que deveria confirmar a vitória presidencial de Joe Biden. Os manifestantes romperam a segurança do local por volta das 14h30 do horário local (16h30 de Brasília), o que imediatamente levou a um toque de recolher na sede do Legislativo. Congressistas, assessores e jornalistas que estavam no local imediatamente foram levados para salas de segurança no prédio. Até mesmo os plenários das duas casas foram transformados em bunkers para proteger os deputados e senadores que estavam no local. O sinal de TV foi cortado dos dois locais. Bombas de gás lacrimogêneo foram usadas contra os manifestantes e testemunhas relataram cheiro de fumaça no local. Não há informações sobre feridos. O confronto entre os apoiadores de Trump e a polícia do Capitólio (responsável pela segurança do Congresso americano) começou cerca de uma hora antes, logo que os parlamentares começaram a debater a ratificação da vitória de Biden. Os manifestantes tinham participado de um ato de apoio a Trump em Washington pouco antes e, logo que este foi encerrado, se dirigiram para o Congresso em uma tentativa de pressionar deputados e políticos a não confirmarem a vitória do republicano.