Integrante da banda que tocava em boate em Santa Maria morreu durante tragédia

Um dos integrantes da banda Gurizada Fandangueira, que tocava na boate Kiss na madrugada deste domingo (27), morreu no incêndio que tomou conta da casa durante o show. O sanfoneiro Danilo Jaques está entre os 232 mortos da tragédia em Santa Maria.



O baterista Eliel de Lima afirmou em entrevista ao portal G1 que tentou ajudar o colega de banda desamarrando a sanfona que o prendia à porta do banheiro.

Leia também:
Famílias fazem fila para reconhecer corpos de vítimas de incêndio no RS
Sobrevivente critíca postura de seguranças da boate em Santa Maria



"Naquela altura, o pessoal já estava correndo, a fumaça levantando, aí não o vi mais, estava tudo escuro, era uma fumaceira. A gente saiu mal, no meio da fumaça, tive dor no peito. Fiquei aguardando para podermos nos achar, para ver quem tinha saído. Fomos nos encontrando aos poucos e ficamos na expectativa de achar o Danilo, mas ele não apareceu", afirmou Eliel.

O baterista também comentou o incidente com o show pirotécnico, que é apontado como responsável pelo início do incêndio. Segundo ele a banda costumava usar esses efeitos por poucos segundos.

"Nunca deu problema, e não são os músicos que controlam isso, mas um rapaz da equipe técnica. A gente usava aqueles negócios no chão, que levantam e se apagam sozinhos. Acho que aciona por controle remoto", disse.