Integrantes de farmácia clandestina são presos na Zona Norte do Rio

A Polícia Civil prendeu duas pessoas, nesta segunda-feira, em uma operação contra uma farmácia clandestina em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. Segundo a Delegacia Especial de Crimes contra o Consumidor (Decon), os agentes da corporação chegaram ao local após uma denúncia anônima e o estabelecimento funcionava com as portas fechadas, manipulando medicamentos sem autorização.

Operação Fumus: Operação policial combate quadrilha que impõe monopólio na venda de cigarros no estado do Rio

Relembre: Alvo de operação contra quadrilha de venda de cigarro, Adilsinho fez festa de aniversário no Copacabana Palace com presença de famosos

Dentre os produtos encontrados, estavam medicamentos que eram utilizados para produção de anabolizantes, remédios para emagrecimento e antidepressivos. Após investigações na farmácia, os agentes constataram que o estabelecimento não tinha autorização para adquirir e também para manipular insumos controlados, além de não ter apresentado autorizações da Vigilância Sanitária e Prefeitura.

Nas imagens obtidas pelo Globo, mostram os policiais entrando no local em que a farmácia atuava e que aparenta ser uma casa. Segundo a Decon, após chegarem ao endereço, os agentes notaram que os atendentes estavam demorando a recebe-los e foi quando confirmaram o conteúdo denunciado.

De acordo com a Polícia, os agentes testemunharam a linha de produção ainda em andamento na farmácia e pessoas correndo com bombas e caixas com insumos “no intuito de esconder o material utilizado" - que inclusive possui controle da Polícia Federal.

Após a ação, o gerente e a farmacêutica que se encontravam no local foram presos em flagrante pela prática de crime contra a saúde pública.

A ação foi acompanhada por um perito do Instituto de Criminalística Carlos Éboli da Polícia Civil que realizou exames no farmácia e confirmou a atividade irregular que ali funcionava.