A "integridade da central nuclear ucraniana em Zaporíjia foi violada"

Disse o diretor da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Grossi, depois de inspecionar às instalações.