Intel tem 500 bugs para corrigir em seus chips de supercomputador

Intel tem 500 bugs para corrigir em seus chips de supercomputador (Foto: Getty Images)
Intel tem 500 bugs para corrigir em seus chips de supercomputador (Foto: Getty Images)
  • O super processador Xeon 'Sapphire Rapids' de 4ª geração da Intel deverá demorar um bom tempo até ser concluído;

  • Os chips foram adiados várias vezes nos últimos dois anos sem nenhuma razão;

  • O processador aumenta a contagem de núcleos para 60.

Ao que tudo indica, o super processador Xeon 'Sapphire Rapids' de 4ª geração da Intel deverá demorar um bom tempo até ser concluído. Isso porque,recentemente, foi revelado que o chip tinha 500 bugs que a empresa ainda precisava corrigir.

Os chips Sapphire Rapids foram adiados várias vezes nos últimos dois anos sem nenhuma razão. Então, na semana passada, o site de vigilância de computação Igor's Lab revelou que a Intel estava trabalhando em 500 bugs que exigiam 12 etapas para corrigi-los.

O processador aumenta a contagem de núcleos para 60 e traz Advanced Matrix Extensions (AME), Data Streaming Acceleration (DSA) e suporte de memória HBM2E. Em poucas palavras, o chip é um monstro da próxima geração e é projetado para funcionar com os chamados 'supercomputadores'.

Dado que os processadores modernos integram dezenas de bilhões de transistores, é inevitável que tenham um certo número de erros. Eles são chamados de erratas e são mitigados com microcódigo ou até mesmo atualizações de software. Mas 500 erratas parecem esmagadoras, assim como 12 repetições, considerando que uma repetição custa dezenas de milhões de dólares.

A CPU de data center da Intel está em andamento há vários anos como parte de um grande contrato com o Departamento de Energia dos Estados Unidos (DoE) para construir o supercomputador Aurora , um enorme data center capaz de lidar com as vastas necessidades de computação do governo sem a necessidade para fornecedores de nuvem de terceiros, como Microsoft Azure e Amazon Web Services. O governo americanos divulgou contratos para três supercomputadores em 2019.

Dois deles são computadores híbridos construídos pela AMD e HP. O Aurora é o único computador totalmente construído pela Intel no contrato. Nenhum deles está operacional ainda, embora os computadores AMD/HP tenham sido construídos e estejam passando por testes. É o Aurora, apenas da Intel, que está retendo o projeto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos