Internações por Covid em SP ficam abaixo de 5.000, menor número da pandemia

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO***ARARAQUARA, SP, 11.03.2021 - Paciente de Covid-19 é atendido em UTI do hospital Santa Casa de Misericórdia, em Araraquara (SP). (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
***ARQUIVO***ARARAQUARA, SP, 11.03.2021 - Paciente de Covid-19 é atendido em UTI do hospital Santa Casa de Misericórdia, em Araraquara (SP). (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de São Paulo registrou nesta terça-feira (21) o menor número de pessoas hospitalizadas por Covid-19 em leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) e enfermaria desde o início da pandemia: são 4.968 pacientes, dos quais 2.420 em UTIs e 2.548 em leitos clínicos.

A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado está em 31,7%. Na Grande São Paulo ela fica um pouco acima, 37,9%. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde e seguem uma tendência percebida na maior parte do país.

O número é também o menor valor de média móvel de internações, 5.271. Antes disso, o menor índice tinha sido registrado em 9 de novembro de 2020, com 6.808.

A média móvel é um instrumento estatístico que busca amenizar variações nos dados, como os que costumam acontecer aos finais de semana e feriados, ou mesmo instabilidades temporárias do sistema. O valor é calculado pela soma das internações dos últimos sete dias e pela divisão do resultado por sete.

No momento mais crítico da segunda onda da Covid-19, no final de março, o estado de São Paulo contabilizava mais de 31 mil hospitalizados, senddos quaiso 13 mil em leitos de UTI.

Apesar do baixo índice de internados no estado, na última terça-feira (14) a cidade de São Paulo notou um aumento nas internações em UTI. A alta, de cerca de 33%, foi verificada nos 14 dias anteriores, passando a taxa de ocupação de 37% para 49%.

Em julho deste ano, o número de hospitalizados ainda preocupava por estar acima de 15 mil pacientes, e muitos especialistas alertaram sobre o possível avanço da variante delta no estado.

A Secretaria de Saúde atribui ao avanço da vacinação a queda no número de internações. De acordo com o site VacinaJá, do estado, 81,2% da população (acima de 12 anos) recebeu ao menos uma dose da vacina e cerca de 52% as duas doses do imunizante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos