Internações por Covid voltam a aumentar na França, que vive a sétima onda de contaminações

© AP - Jean-Francois Badias

As internações hospitalares de pacientes infectados com Covid-19 aumentaram quase 20% na semana passada, informou nesta quinta-feira (14) a Agência de Saúde Pública francesa, cujos números diários mostram uma continuação dessa alta nos últimos dias.

A sétima onda está atingindo rapidamente os hospitais. Com 8.063 novas internações no período de 4 a 10 de julho, as hospitalizações tiveram "aumento acentuado" de 19% em relação à semana anterior, segundo o balanço epidemiológico semanal do órgão de saúde.

Idem para os serviços de cuidados intensivos, com 761 entradas, ou mais 22% em uma semana, enquanto as mortes em estabelecimentos de saúde e médico-sociais saltaram 29%, com 389 mortes registradas.

Mesmo se uma desaceleração foi observada nas contaminações, que atingiram o pico em torno de 130.000 casos por dia, após terem ultrapassado os 200.000 casos diários na semana passada, a tendência continua acelerando nos hospitais, segundo dados publicados no site Geodes. Nos primeiros três dias da semana, as novas admissões aumentaram novamente em 22% e as admissões em cuidados intensivos em 32%, calculou a AFP.

O número de pacientes hospitalizados, que caiu para menos de 14.000 em meados de junho, está agora à beira de ultrapassar 20.000, um nível que não era alcançado há dois meses, mas ainda longe do pico de mais de 33.000 registrado em fevereiro deste ano.

Em junho, o presidente do Conselho Científico francês, Jean-François Delfraissy, havia previsto que o pico das contaminações da sétima onda de Covid-19 deveria ser atingido no fim de julho no país. O órgão foi criado para ajudar o governo na gestão epidêmica.

(Com informaàões da AFP)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos