Intersolidário vira ferramenta para incentivar frequência escolar

·1 minuto de leitura

Com a abertura das inscrições para o Intersolidário 2021 através do site, alunos e professores já começaram a se mobilizar para participar da arrecadação de alimentos. Após o sucesso da última edição, que resultou em mais de quatro toneladas de doações, as escolas estão ainda mais motivadas a competir pela solidariedade.

Vice-campeã no ano passado, a Escola Municipal Juan Antonio Samaranch voltou a receber os alunos presencialmente nesta semana, e vai usar o Intersolidário para despertar o espírito competitivo neles.

— Vemos o brilho nos olhos dessas crianças, sedentas por qualquer coisa diferente de ficar em casa ou ter contato com disciplinas. Queremos dar um proposto para elas, que entraram em uma instituição muito voltada para o esporte — afirma a coordenadora técnica Thainá Pinnola.

As três escolas que mais arrecadarem alimentos durante a ação serão premiadas com um valor em dinheiro destinado a benfeitorias nas instituições, além de um espaço publicitário no jornal O GLOBO, realizador do projeto ao lado do Sesc RJ. Mesmo pós ter batido na trave, o prêmio final não é a prioridade do Samaranch. Thainá destaca a importância de valorizar o processo:

— Os números de evasão escolar só aumentaram com a pandemia, e esse tipo de mobilização vai fazercom que o aluno tenha vontade de permanecer.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos