'Intolerância tirou mais uma vida', diz Lula sobre assassinato de petista

Lula em São Gonçalo, Rio de Janeiro, em 9 de setembro, 2022. (Foto: ANDRE BORGES/AFP via Getty Images)
Lula em São Gonçalo, Rio de Janeiro, em 9 de setembro, 2022. (Foto: ANDRE BORGES/AFP via Getty Images)

Candidato ao Palácio do Planalto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou na tarde desta sexta-feira (9) o assassinato de Benedito Cardoso dos Santos por um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Benedito, que morreu com golpes de faca e machado na cidade de Confresa, no Mato Grosso, defendia o petista. Ele e o bolsonarista Rafael Silva de Oliveira, de 22 anos, tiveram uma discussão sobre política.

“É com muita tristeza que soube da notícia do assassinato de Benedito Cardoso dos Santos, na zona Rural de Confresa”, declarou Lula no Twitter.

“A intolerância tirou mais uma vida. O Brasil não merece o ódio que se instaurou nesse país. Meus sentimentos à família e amigos de Benedito”, acrescentou o presidenciável.

Além de Lula, outros políticos e candidatos ao Planalto, como Ciro Gomes, Simone Tebet e Soraya Thronicke, se manifestaram nas redes sociais.

Segundo a Polícia Civil de Mato Grosso, o bolsonarista responsável pelo assassinato não havia ingerido bebida alcoólica antes do crime.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

À polícia, segundo informações do portal g1, o apoiador de Bolsonaro disse que deu ao menos 15 facadas em Benedito durante a briga, e afirmou que tentou decapitá-lo com um machado, depois que ele já estava morto.

O homem foi preso em flagrante por homicídio qualificado, por motivo fútil e motivo cruel e teve a prisão em flagrante convertida para preventiva.

Em julho, outro apoiador do PT, o tesoureiro do partido em Foz do Iguaçu, Marcelo Arruda, foi assassinado a tiros pelo policial bolsonarista Jorge Guaranho.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)