Unicef rompe relação com Comitê grego por irregularidades financeiras

Atenas, 20 abr (EFE).- O Fundo das Nações Unidos para a Infância (Unicef) rompeu seu acordo com o Comitê Nacional Grego por causa de uma auditoria independente que mostrou irregularidades financeiras na gestão dos fundos administrados pela organização da Grécia.

O Unicef explicou em comunicado que, após analisar tal auditoria, chegou à conclusão que o Comitê Nacional não fará reformas necessárias para cumprir corretamente com seu trabalho de apoio à organização, e anunciou que estabelecerá um acordo com uma nova entidade.

"Estamos comprometidos a continuar com a nossa longa relação com a Grécia e estabeleceremos acordos com uma nova entidade para poder assim mobilizar colaborações e apoio para o nosso trabalho no mundo todo", afirmou o Unicef.

O Comitê Nacional Grego do Unicef é um dos 36 comitês nacionais que colaboram no mundo todo com o Fundo das Nações Unidas para apoiá-los em trabalhos de financiamento, arrecadação de dinheiro e sensibilização.

"O nosso trabalho na Grécia foi um dos primeiros programas do Unicef após a nossa fundação em 1946, e nestes anos os gregos se transformaram em um sustento generoso da nossa organização", explicou o Unicef em comunicado

A organização das Nações Unidas esclareceu que esta decisão não afetará seu trabalho com crianças migrantes e refugiados na Grécia, que continuará apoiado pelo seu escritório regional para a Europa e a Ásia Central, em parceria com o Governo grego e outras organizações civis presentes na zona.

O Unicef é uma das principais organizações internacionais de promoção dos direitos da infância.

O trabalho se baseia na Convenção sobre os Direitos da Criança, o tratado de direitos humanos mais ratificado do mundo. EFE