Inundações no sul do Irã deixam ao menos 21 mortos

Pelo menos 21 pessoas morreram e duas estão desaparecidas devido a inundações na província de Fars, no sul do Irã, devido às fortes chuvas nas últimas horas, informou o Crescente Vermelho do país neste sábado (23).

"Vinte e uma pessoas morreram e duas continuam desaparecidas" devido ao aumento da água que atingiu várias cidades da região de Estehban e arredores, na província de Fars, disse Hosein Darvichi, representante local da organização humanitária, à televisão estatal.

"Por volta das 17h de ontem, fortes chuvas nas cidades de Ij e Rudbal, na área central de Estehban, causaram inundações", disse Yousef Kargar, governador do condado da província de Fars, segundo a agência de notícias estatal IRNA.

Kargar acrescentou que "55 equipes de resgate chegaram ao local para participar das operações de busca".

"Alguns moradores e pessoas de outras áreas que foram para a beira do rio e que estavam no leito do rio foram levadas pelas enchentes devido à subida do nível do rio", acrescentou.

Imagens de vídeo divulgadas pela mídia e nas redes sociais mostram veículos levados pelo transbordamento das águas do rio Rudbal.

O Irã sofreu várias secas na última década, mas também inundações periódicas. Em janeiro, oito pessoas morreram em outra enchente. No Iraque, doze pessoas morreram em dezembro devido às chuvas torrenciais.

Em 2019, fortes inundações no sul do país deixaram pelo menos 76 mortos e danos no valor de mais de 2 bilhões de dólares.

Os cientistas dizem que as mudanças climáticas amplificaram os episódios de seca, que ameaçam a segurança alimentar.

pdm/kam/dv/an-rsc/an/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos