Invadir fábrica em Severodonetsk não estará nos planos da Rússia

A Rússia continua a atacar em força Severodonetskmas invadir fábrica de Azot não estará nos planos de Putin. A fábrica estará a abrigar perto de 800 pessoas.

Uma fonte separatista disse à agência russa Interfax que o exército não tem o objetivo de entrar pelo edifício mas espera que as forças ucranianas se "rendam".

Volodymyr Zelenskyy diz que o objetivo de Moscovo continua a ser o mesmo há semanas: Controlar toda a região do Donbass. Kiev vai resistindo, mas perde território, dia após dia. De acordo com o presidente ucraniano, as tropas russas já perderam quase 40 mil homens desde o início da guerra.

Cereais nas prioridades de Kiev

A destruição está a olhos vistos. Em Mikolaiv, um armazém de cereais foi bombardeado e ficou completamente destruído.

Exportar trigo e milho continua a ser uma das preocupações do governo ucraniano. O ministro dos Negócios Estrangeiros disse este domingo que a Ucrânia criou duas rotas com a Polónia e com a Roménia para ajudar a retirar cereais que estão bloqueados nos portos do Mar Negro e que está a estudar a hipótese de um terceiro corredor em cooperação com os países do Mar Báltico.

Dia Nacional da Rússia

Em Mariupol, as tropas russas colocaram bandeiras da Federação russa por toda a cidade para comemorar o Dia Nacional da Rússia. Os festejos aconteceram também na Crimeia, território anexado em 2014.

Entretanto, o presidente da Turquia admitiu que vai voltar a conversar com Putin e com Zelenskyy. Ao jornal turco "Habertürk",  Erdogan disse que “(...) talvez na próxima semana discutiremos as medidas que iremos tomar, mantendo conversas com Putin e Zelenskyy”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos