Investigação ao tiroteio de Uvalde revela falta de urgência da polícia

A investigação ao tiroteio na escola de Uvalde, no Texas, que matou 21 pessoas revela que as autoridades demoraram demasiado tempo a agir.

O relatório, agora revelado, fala em "falhas sistémicas". O documento destaca a falta de liderança e de urgência por parte das autoridades.

Conclusões de um segundo relatório pedido depois de reveladas imagens das câmaras de vigilância que mostram que a polícia demorou mais de um hora a confrontar o atirador.

O vídeo tem 77 minutos e foi publicado na terça-feira pelo jornal diário Austin American-Statesman, num momento em que decorrem as investigações do tiroteio.

Nas imagens vê-se uma criança a esconder-se, já depois do atirador entrar no edificio. Passado alguns minutos, a polícia a entrar na escola.

Este foi um dos tiroteios mais mortais de sempre no país. Terminou com a morte do atirador, Salvador Ramos, de 18 anos, que disparou mais de 100 tiros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos