Monolito de Utah: a investigação coletiva que levou os primeiros desbravadores ao misterioso objeto

·6 minuto de leitura
David Surber posa para foto, da cintura para cima e com sorriso tímido, em frente a monolito metálico
Após um usuário do Reddit postar suposta localização do monolito, David Surber pegou o carro na madrugada e foi para o meio do deserto

Quando as autoridades do Estado de Utah, nos Estados Unidos, confirmaram que haviam localizado um misterioso monolito de metal no meio do deserto de Red Rock, decidiram não dizer exatamente onde — caso contrário, a informação atrairia aventureiros amadores que poderiam se perder no caminho e ficarem expostos a riscos.

Demorou apenas 48 horas para o primeiro curioso chegar lá.

Nesta quinta-feira (26/11), já havia várias fotos postadas no Instagram de pessoas posando orgulhosamente com o objeto — cujo autor e motivação seguem sem respostas.

Funcionário de proteção ambiental ao lado do monolito, olhando para baixo
Funcionário de proteção ambiental ao lado do monolito; autoridades não quiseram revelar localização do objeto, mas internautas conseguiram fazer investigação paralela

Após todo o furor online em torno do objeto, as pessoas que chegaram nele offline foram auxiliadas por uma investigação coletiva na internet que combinou buscas no Google Earth e coordenadas geográficas.

"Decidi ir primeiro movido pelo fato de que este objeto estava ali há cinco anos, escondido na natureza", explicou David Surber, 33 anos, ex-oficial de infantaria do Exército americano.

Após ler uma postagem na rede Reddit alegando ter localizado o ponto exato onde estava o monolito, Surber pegou o carro e dirigiu por seis horas durante a noite.

Autoridades estaduais avistaram o objeto inicialmente em 18 de novembro, enquanto faziam um sobrevoo de helicóptero para contabilizar um rebanho de ovelhas.

O usuário do Reddit que postou as coordenadas, Tim Slane, contou que rastreou a rota do helicóptero até o momento em que ele saiu do radar — um sinal de que havia pousado.

Nesse ponto, Slane analisou o mapa da área em busca das características iguais às vistas em fotos e vídeos oficiais. Até que ele localizou um desfiladeiro que parecia se encaixar no perfil. Era possível ver uma sombra diferente, longa e estreita, no meio.

"Eu sabia que, assim que a localização se tornasse de conhecimento público, as pessoas visitariam o lugar", disse Slane. "Recebi algumas mensagens raivosas por ter revelado o local. Se eu não tivesse encontrado, outra pessoa provavelmente o teria achado logo."

Viagem de madrugada

David, que mora em Utah, logo se aprontou e contou à comunidade do Reddit que estava indo para lá. No caminho, ele foi bombardeado com centenas de mensagens e pedidos como: "Leve um ímã caso exista uma porta secreta!"

Ele chegou de madrugada, quando ainda estava muito escuro. No início, ele estava sozinho, maravilhado não apenas com o monolito, mas com as estrelas cadentes. Depois, outras pessoas começaram a aparecer, também guiadas pelas coordenadas compartilhadas online. Ele ficou emocionado ao relatar sua aventura no Reddit.

"Foi uma boa fuga de toda a negatividade que vivemos em 2020."

Mas restam duas perguntas: quem colocou a estrutura lá e por quê?

Obra de arte ou de… alienígenas?

Foto em preto e branco de John McCracken posando ao lado de uma escultura, com as mãos na cintura, dentro de sala de museu
Inicialmente, o nome de John McCracken, morto em 2011, foi cogitado como possível autor do objeto encontrado em Utah — o que foi negado depois pelos responsáveis por sua obra

Embora muitos tenham sugerido — alguns sinceramente, a maioria por brincadeira — que o monolito foi instalado por extraterrestres, a hipótese mais consensual é de que se trata de uma obra de arte com autoria ainda não reivindicada.

Inicialmente, aventou-se que podia ser uma obra desconhecida de John McCracken, morto em 2011, conhecido por suas esculturas em formato de prancha. Seu galerista David Zwirner inicialmente confirmou isso, mas a galeria responsável mais tarde negou a declaração, dizendo que acreditava se tratar de outro artista prestando uma homenagem.

Em fóruns online, algumas pessoas apontaram para outra artista, Petecia Le Fawnhawk. Ela é conhecida por instalar esculturas totêmicas em locais secretos no deserto e, ainda mais intrigante, viveu e trabalhou por um tempo em Utah.

Mas ela disse à revista Artnet que embora "tivesse pensado em colocar monumentos secretos no deserto", ela "não pode reivindicar aquele".

Não é incomum que obras de arte sejam instaladas em locais remotos — seja como esculturas, seja como land art, que integra a arte ao seu entorno natural. Para muitas dessas obras, a jornada para sua colocação é tão importante quanto a própria peça em si.

Um dos exemplos mais famosos disso é The Lightning Field, do norte-americano Walter de Maria, cuja localização exata é um segredo bem guardado. Tudo o que se sabe é que fica no deserto a oeste do Estado do Novo México.

Andy Merritt, um artista britânico que cria esculturas ao ar livre como parte da dupla Something and Son, disse que quando viu notícias sobre o monolito de Utah, pensou que o autor era "ou um artista ou uma pessoa rica que tem fantasias sobre (o filme) 2001: Uma Odisseia no Espaço".

Adaptado da obra de Arthur C. Clarke, o filme dirigido por Stanley Kubrick mostra grandes monolitos pretos inseridos por seres alienígenas.

"Existem tantos artistas que fazem coisas em lugares incomuns, especialmente nos Estados Unidos ", diz Merritt, que planeja "fossilizar" uma casa no subúrbio de Londres.

"No meu próprio trabalho, sempre queremos fazer coisas em lugares inusitados."

"Se você pegasse o que foi feito em Utah — presumindo que seja a obra de um artista — e colocasse em outro lugar, como uma praça pública, seria muito menos interessante. É a própria paisagem que passa a mensagem."

'O gênio saiu da garrafa'

Monolito entre rochas com aparência de deserto
Foto do monolito tirada por Surber, uma das primeiras pessoas a conhecer presencialmente o misterioso objeto

Vídeos de dezenas — talvez até centenas de pessoas — que já visitaram o local sugerem um trabalho profissional. Três grandes folhas do que parece ser aço inoxidável foram rebitadas, enquanto o interior foi deixado oco.

Quem quer que tenha colocado o objeto lá usou ferramentas pesadas para cortar o material e inseri-lo no terreno.

"Desde o início, eu queria que fosse algo de outro mundo... quem não gostaria? Entretanto, no fundo, acho que a gente sabe que provavelmente foi apenas um artista muito paciente ou algum fã de 2001: Uma Odisseia no Espaço", diz David Surber, após sua visita ao monolito.

Em uma entrevista na quinta-feira, um representante de comunicação do Departamento de Segurança Pública de Utah disse à BBC que embora as autoridades não encorajem ninguém a visitar o monolito porque o trajeto pode ser perigoso, tampouco podem impedir as pessoas, porque a área é pública.

"O gênio saiu da garrafa", disse o cabo Andrew Battenfield, quando lhe contaram que pessoas chegaram ao local e já estavam postando fotos nas redes sociais. "Somos um país livre."

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos