Investigação denuncia "sabotagem grosseira" nos gasodutos Nord Stream

"Sabotagem grosseira": é esta a conclusão da comissão de investigação às fugas nos gasodutos que ligam a Rússia à Alemanha. A procuradora sueca diz que foram detetados "vestígios de explosivos em vários objetos" encontrados no Mar Báltico, no percurso dos Nord Stream 1 e 2.

Em setembro, os alarmes soaram com a revelação de quatro fugas nas condutas dentro das zonas económicas exclusivas da Dinamarca e da Suécia. A investigação não determina responsabilidades.

Numa primeira reação, o porta-voz do Kremlin diz que as conclusões do ministério público sueco estão em linha com a a informação de que a Rússia dispõe. Dmitry Peskov considera fundamental encontrar os responsáveis pela explosão.

O Nord Stream1 transportou gás russo para a Alemanha até Moscovo cortar o abastecimento no final de Agosto. O Nord Stream 2 não chegou a funconar.

Conhecido oo relatório sueco, aguardam-se ainda as conclusões da investigação paralela das autoridades dinamarquesas.