Investigações apontam que não há mandante para assassinatos de Dom Phillips e Bruno Pereira, diz PF

Manifestante em frente a imagem de jornalista britânico Dom Phillips e de indigenista Bruno Pereira em Brasília

SÃO PAULO (Reuters) - A Polícia Federal afirmou nesta sexta-feira que as investigações sobre os assassinatos do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira apontam até o momento para que os assassinos tenham agido sozinhos, sem o envolvimento de um mandante ou de uma organização criminosa.

A PF disse em comunicado que os policiais ainda buscam pelo barco em que Phillips e Pereira viajavam quando foram vistos pela última vez vivos. A polícia também disse que as investigações sugerem que mais pessoas estão envolvidas no crime além dos dois suspeitos que o confessaram.

(Reportagem de Gabriel Araújo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos