Investigada, Deolane abre denúncia após polícia não devolver carros de luxo; entenda

Deolane Bezerra abriu uma denúncia contra a delegada Maria Aparecida Corsato após a autoridade se manifestar pela não restituição de dois carros da advogada e DJ. Os veículos de luxo foram apreendidos pela polícia há dez dias, quando agentes do 27º Distrito Policial (Campo Belo), em São Paulo, iniciaram uma investigação pela participação de influenciadores digitais em ações publicitárias da empresa Betzord, que atua no seguimento de jogos e ações esportivas on-line.

Criminoso reclamou de série: Glória Perez se manifesta sobre 'versões fantasiosas' de assassinos de Daniella Perez

Após acidente aéreo: Maraisa conta que mãe de Marília Mendonça a convenceu a não desistir da carreira

Na noite da última segunda-feira (25), Deolane Bezerra esteve no 27º DP para formalizar a queixa contra a delegada. A advogada afirma que considera ser alvo de uma perseguição. De acordo com ela, os demais influenciadores investigados pela mesma ação policial já tiveram todos os seus bens restituídos.

"A pior coisa do mundo é ser injustiçado. Juro que gostaria de entender. Você trabalha desde os 12 anos de idade, estuda durante longos anos, passa noites sem dormir tentando ser uma pessoa melhor e dar uma vida digna a sua família. Mesmo assim as pessoas duvidam da sua integridade diariamente", escreveu Deolane, num post no Instagram.

Ação policial: Em desabafo, Tirullipa chora após polícia apreender bens em sua casa: 'Covardia grande'

"Pago todos os meus impostos. Vou passar por tudo isso? Vou. Lá na frente sei que isso será somente um processo que enfrentei para alcançar o propósito, mas dói, viu, dói todos os dias ter que provar que tudo que temos é fruto do suor do nosso trabalho!", acrescentou a influenciadora digital, na mesma publicação.

Entenda a ação

Deolane Bezerra, Tirullipa e outros influenciadores digitais são investigados pela participação em ações publicitárias da empresa Betzord em 2021. No dia 15 de julho, a polícia apreendeu bens pessoais — como joias, carros, celulares e computadores — para dar prosseguimento à apuração em curso.

De acordo com a irmã de Deolane, a polícia levou dois carros, uma Land Rover Discovery e um Porsche, avaliado em R$ 1 milhão. Relógios da marca Rolex e uma agenda com anotações também foram apreendidas.

Por meio de vídeo publicado nos Stories do Instagram, Tirullipa chorou e ressaltou que não possui qualquer vínculo com a empresa investigada. "Tenho 26 anos de carreira, e eu não duraria tantos anos se eu não usasse com a verdade e com a honestidade. O que estão fazendo comigo é uma covardia muito grande. É fake news essa notícia de que tenho envolvimento com alguma coisa criminosa. Jamais! E nunca irei me envolver", esclareceu o comediante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos