Investigadores alemães interrogam motorista após "dia sombrio" para Berlim

Carro atinge vitrinbe em área comercial de Berlim

Por Riham Alkousaa

BAD AROLSEN, Alemanha (Reuters) - Investigadores alemães estão tentando entender as declarações "confusas" de um homem de 29 anos que jogou seu carro contra um grupo de crianças e matou uma professora em Berlim, disse a prefeita Franziska Giffey nesta quinta-feira.

As autoridades estabeleceram que o homem armênio-alemão está mentalmente doente, mas ainda não tinham concluído qualquer motivo para o incidente de quarta-feira, ou qualquer possível conexão com cartazes sobre a Turquia encontrados na parte de trás de seu carro, segundo ela.

Famílias estavam de luto pela professora que foi morta após levar crianças da pequena cidade de Bad Arolsen, no Estado de Hessen, em uma viagem à capital alemã.

Um porta-voz da polícia disse que 29 pessoas ficaram feridas, incluindo alguns alunos.

O incidente ocorreu em um movimentado bairro comercial perto do local de um ataque fatal em 2016, quando um caminhão avançou contra um mercado de Natal lotado.

Os investigadores, com a ajuda de um tradutor, estavam tentando determinar mais sobre as "declarações às vezes confusas que ele estava fazendo", disse Giffey à RBB Inforadio, descrevendo um "dia sombrio na história de Berlim".

O jornal alemão Bild informou que o homem morava com sua mãe e uma irmã, que apontou que o irmão tem "sérios problemas".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos